17 de fev de 2017

Game: Grandia II - Anniversary Edition (Steam)


Grandia II - Anniversary Edition é uma edição do famoso game da saga Grandia que foi criada nos primórdios do Playstation One e saiu sua versão remasterizada para a Steam, sendo recriada pela Square Enix (a mesma de Final Fantasy).


A estória de Grandia II é totalmente diferente de Grandia, inclusive com personagens diferentes, mas a essência continua parecida. Ryudo, o protagonista mestre na arte da espada é um mercenário que ganhava a vida com escoltas e contratações de serviços, até que conheceu Elena, uma "irmã" que foi criada em uma Igreja de certa divindade no mundo de Grandia. No início, a missão de Ryudo era escoltar Elena para que esta chegasse em outro vilarejo para dar maiores instruções a este povo sobre a ameaça do demônio Valmar que estaria sendo ressuscitado aos poucos e que a renascença dele traria o caos no planeta.


Bom, como em qualquer JRPG, a estória vai se desenrolando durante a jogatina, sendo que o jogador deve ir a diversos mapas e aumentando o nível de seus personagens quando há várias cenas de luta, aliando também a aquisições de novas armas, vestimentas, acessórios e magias, aumentando os níveis de HP (life), MP (magia) e SP (especiais). Este último é para os golpes especiais de cada personagem (equivale ao "limit break" de Final Fantasy VII). O jogo em si não é difícil de pegar as manhas e é relativamente fácil enfrentar os bosses, mas precisa ter um certo conhecimento e treinamento para aprender a utilizar corretamente cada tipo de magia, especiais e armamentos para não ser surpreendido. Além das magias, o jogador adquire itens que podem substituir os poderes das magias quando estas estão indisponíveis, como todo JRPG deve ser.


Graficamente, Grandia II foi remasterizado, mas de forma bem sutil a ponto de ainda ter gráficos de PS2, por isso, não é o destaque do jogo, apesar de várias cutscenes em CG. Personagens em formato "chibi" é o tradicional desse tipo de game, portanto, nada de novidade. No som também não há melhorias significativas, mas a trilha sonora continua ótima, junto de cenas onde há falas em áudio (em inglês ou japonês, cabe o jogador escolher no menu). Nem preciso dizer que as falas em japonês dão um banho em relação Às falas em inglês, por isso, desde sempre jogue com áudio em japonês com letreiros em inglês (em praticamente 100% dos casos quando há esse tipo de escolha em games)! O desfio de Grandia II não é dos mais difíceis e o jogador consegue terminar sem precisar usar a grande maioria dos itens de das magias, mas conseguirá terminar mais facilmente se souber as fraquezas dos inimigos usando as magias e os itens corretos (não apenas ficar em "heal" quando o HP do personagem está baixo ou usando um "esuna" para curar toda hora status negativo). O grande destaque é a estória, mesmo ela sendo meio clichê. Os personagens são carismáticos e envolventes.  Agora se você me perguntar, qual foi melhor: Grandia ou Grandia 2? Na minha opinião, o antecessor ainda é melhor, pois mesmo tendo gráficos de gração anterior a do Grandia II, os personagens de Grandia I achei ainda mais carismáticos que os de Grandia II. Mas nem por isso, seu sucessor não é ruim, pelo contrário, continua bom.


Grandia II foi um grande sucesso para sua época e seu relançamento para Steam pode matar as saudades de um estilo tradicional de RPG que era gostoso de se jogar da época. Recomendado para os que curtem RPGS de vários tipos.





2 comentários:

  1. Falaram tanto desse gemu na epoca que eu estava curioso. Pelo jeito é um jrpg normal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para a época, parecia o auge do gênero. O geemu é bom, mas na atualidade, é mais um jrpg comum mesmo.

      Excluir