30 de dez de 2009

良いお年を (Yoi Otoshi Wo) - Boas Entradas de Ano Novo



O ano de 2010 será o ano do Tigre, pelo Horóscopo Chinês.

Que o ano novo seja um ano repleto de boas novidades, boas energias e harmonia entre os homens...

28 de dez de 2009

Que o Ano Novo seja alegre

Para desejar um ano de 2010 com muita alegria, deixo pelo menos, alguns vídeos para uma virada de muitas risadas. Como diz Diogo Portugal, rir continua sendo o melhor remédio.













By FailBlog

23 de dez de 2009

O Futuro da Humanidade Após COP 15...

Tinha-se muita expectativa com relação à reunião das Nações do COP 15 - Conferência da ONU Sobre Mudanças Climáticas que fora realizada em Copenhague, Dinamarca. Muitas propostas de vários países poderiam aparecer para um melhor estabelecimento do equilíbrio ambiental mundial... mas como todos sabem... deu no que deu.

O Acordo de Copenhague virou uma carta de intenções sem apoio unânime e sem meta estabelecida. O maior encontro diplomático dos últimos tempos tinha o objetivo de envolver o mundo em ações concretas para evitar maior acúmulo do aquecimento global. Mas o que se viu foram ideias divergentes e omissas, onde certos países não concordaram em muitas cláusulas, cujas exigências estariam sendo extrapoladas com o seus ideais político-econômico-social.

Com isso, a Dinamarca, que sonhava em entrar para a história como a anfitriã de um acordo abrangente que substituísse o Protocolo de Kyoto, viu seu ideal cair por água abaixo. Mas, para azar do mundo, o que talvez vai constar nos anais da história será a desconcertante incapacidade de aglutinação da liderança dinamarquesa e a truculenta repressão de manifestações de ONGs ambientalistas.

O que saiu desse acordo foi uma declaração de intenções. Não tem efeito vinculante, mas mesmo que tivesse, não vincularia ninguém a nada muito decisivo. Os países admitem que de fato é bom evitar uma alta da temperatura em 2°C neste século. Mas como evitar?

No papel não há metas, mas há menção a dinheiro. Não significa que ele vai de fato pingar, porque o texto, que não tem força legal, não explica quais mecanismos institucionais seriam responsáveis pela gestão dos recursos.

Agora, a expectativa é, será que ano que vem, haverá uma "continuação" concreta para tal acordo? Ou estaremos a mercê de uma grande provável catástrofe ambiental mundial às custas da ambição da humanidade?

Com referências ao site do G1 e do UOL


Anúncios publicados pelo Greenpeace


13 de dez de 2009

David After Dentist

Postando algo, logo após as provas para o concurso de auditor fiscal da Receita Federal. Falando francamente, as provas foram muito extensas, cansativas e com uma dificuldade extrema (pelo menos para com meus reduzidos conhecimentos da área)... OBS: Tem mais semana que vem...

Mas não quero discutir sobre isso. Quero deixar um vídeo que tem sido uma daquelas "febres" de momento no You Tube. O do vídeo do garotinho que foi filmado pelo "pai" após a visita ao dentista...



Mas o que curti foi as paródias feitas a partir do tal vídeo. Destaque para versão do Darth Vader, hehe.

Kevin After Dentist

Darth Vader After Dentist

11 de dez de 2009

Parque Estadual da Vila Velha, Paraná.

Sugestão de passeio: Parque Vila Velha.

Vila Velha fica a 100 km de Curitiba, seguindo pelas BRs 277 e 376.
Durante milhões de anos, as rochas foram esculpidas pelo tempo e continuam mudando, bem devagarzinho.

Vale a pena visitá-lo.



Fonte: Jornal Hoje

2 de dez de 2009

Reta Final

Pessoal, quero me desculpar pela minha ausência recente no blog. Assim, como alguns amigos meus, estou também na reta final de estudos para os próximos concursos públicos.

Mas não abandonei a função de "blogar" não. Aliás, assim que der uma pausa nessa maratona de concursos públicos, estarei novamente dando as caras por aqui, pois, como diz certo ditado: "NAVEGAR É PRECISO. BLOGAR É MAIS AINDA..." hehehe.

20 de nov de 2009

Mensagem de Mario em "Super Mario Galaxy"

Mensagens subliminares sempre foram temas polêmicos e de muita discussão. Não quero criar polêmicas, mas deixa eu colocar abaixo uma situação, no mínimo, engraçada...

12 de nov de 2009

National Geographic: Aquecimento Global

Aquecimento global não teria apenas como consequência o derretimento dos polos...

3 de nov de 2009

Requião: Mamonas e Gays

Esse é o nosso Governador do Paraná...

22 de out de 2009

Feira em Curitiba revela os avanços da robótica

Uma máquina que gosta de conversar e tem cara de gente é a principal atração, que foi trazida direta do Japão. Os robôs que são brinquedos também podem atrair os futuros cientistas da área.

A feira vai até dia 25/10, domingo, no pavilhão do Parque Barigui, em Curitiba.

20 de out de 2009

Miriam Leitão: Segurança Pública é responsabilidade do Governo Federal

A jornalista Miriam Leitão comenta que a Segurança Pública é de responsabilidade do Governo Federal e não uma gentileza do mesmo. PS: O Governo investe apenas 0,6% na segurança pública...

15 de out de 2009

Alexandre Garcia: Qualidade de Ensino dos Professores

No Dia do Professor, Alexandre Garcia fala da situação dos professores brasileiros sobre a falta de qualificação e investimento na formação dos educadores, que reflete nas sociedades.



Parabéns aos Mestres, pela sua dedicação e competência em prol do desenvolvimento da Nossa Nação.

12 de out de 2009

Quiz Game: Músicas de Games

Este é apenas para quem é gamemaníaco ou para quem somente curte games.

Vários sites têm disponibilizados "quizes" de temas de videogames. Confesso que me deu uma grande nostalgia...(caramba, mais coisas nostálgicas?) (talvez este post poderia estar entitulado como "game nostalgia") XD.

Disponibilizo, ou melhor, coloco links de alguns deles aqui:


[link]

Neste consegui acertar 12 de 20. Acho que não está mal, mas para um gamemaníaco de verdade, talvez seria reprovado na matéria, hehe.


[link]

Este já é mais "pesado". Você precisa escrever corretamente o nome do game abaixo de cada quadradinho. Se o quadradinho já ficar vermelho enquanto escreve, significa que já está errado. Se o quadradinho ficar azul, significa que você está escrevendo corretamente, mas ainda falta completar. Só será válido se aparecer a capa do jogo no quadradinho, aí você acertou o quesito. Ainda estou penando em muitos desses quadradinhos. Só entra game da SEGA. Quem tiver paciência e conseguir finalizar TODOS, por favor, me mande as respostas... XP

8 de out de 2009

Seção Nostalgia: P. Lion - Happy Children

Apesar de ser post de nostalgia, desta vez não vou falar sobre games nostálgicos e sim, sobre um tema que ficou na minha cabeça quando ouvi uma música na TV recentemente. E a música era do fim dos anos 80, ou seja, eu ainda era um "bebezinho", hehe.

Aí, essa música lembrou-me de um programa de TV de muito sucesso no começo dos anos 90. Fui procurar o tema na Internet e aí que descobri o nome da música e seu cantor: "Happy Children" de P. Lion. Apesar da música ser cantada em inglês, o cantor era italiano. Na verdade, nunca ouvi falar dele, mas sua música foi um sucesso (acho que, na época, eu estava só interessado nas músicas e não nos cantores). O clip da música se encontra abaixo:




Bom, para quem não se lembra de qual programa de TV tocava sempre essa música, era o programa "Cidade contra Cidade", com o Gugu sendo o apresentador. Existiu a versão original com o Silvio Santos, mas nem tinha nascido naquela época. "Cidade contra Cidade", para quem não se lembra, era um programa de competições envolvendo uma cidade do Brasil contra outra cidade do Brasil, com disputas de atrações, curiosidades, gincanas, etc. A cidade vencedora levava uma ambulância e tinha o direito de disputar novamente semana que vem contra uma outra cidade.

Apesar de não ter sido fã do programa, acompanhava com interesse as provas e os participantes. A cidade de Curitiba chegou a participar do programa, mas infelizmente, perdeu a primeira disputa contra a cidade de Socorro. (caramba, puxei esse detalhe do baú da memória). Uma pena que o programa não vingou muito tempo. Queria ter visto uma disputa entre São Paulo e Rio de Janeiro... Será que as duas maiores cidades iriam topar?

5 de out de 2009

Momento Geek: A Moda Nerd/Geek

O mundo moderno tem criado modas das mais variadas opções e gosto. E, neste mundo cada vez mais tecnológico, não podiam estar de fora, as figuras das modas do Mundo Nerd/Geek. Se a moda dita os reflexos dos fatos do mundo e das ideias, por que não ditar também a moda das ideias desses pensadores (Nerds e Geeks) em camisetas estampadas, com alguns acessórios que podem combinar com as respectivas camisetas (bermudas estilizadas, bonés, óculos, etc...). E claro, também querer mostrar não só suas ideias, mas também suas culturas e anseios (nostálgicos ou não).




Saber ditar a moda desta categoria também requer certos cuidados. Basta conferir no vídeo abaixo (reportagem do Jornal Hoje). Enfim, saber ditar a moda Nerd/Geek também é uma arte.


OBS: Aqui também pode estar incluído, a moda OTAKU (mas sem ser um cosplay, ok?)XD

2 de out de 2009

Olimpíadas 2016: A Conquista do Rio



Parabéns ao Rio de Janeiro. Que a conquista seja de uma grande festa e de boas previsões de melhoria social, cultural, esportiva e econômica para o nosso país!!

E vamos trabalhar!!



30 de set de 2009

Na Internet, nada se cria, tudo se copia MESMO

É incrível, tamanhas semelhanças. Acho que, nesta atualidade, a ORIGINALIDADE sucumbiu-se. É só ver os clones dos IPODS, dos IPHONES, dos FACEBOOKS, etc...

É, realmente, a GERAÇÃO CTRL-C, CTRL-V [link].

Até na mídia de notícias temos exemplos clássicos de cópias. Globo.com vs R7.com vs Band.com.



Fora os filmes atuais que, em termos de roteiros e efeitos especiais, já estão mais que manjados...

Mas, vamos aguardar que, num futuro bem próximo (espero), possamos ver originalidade mesmo nos serviços, produtos, etc... Até o momento breve que irão plagiar tais ideias novamente.

26 de set de 2009

"Central Perk" em Londres

O café provisório foi criado no centro de Londres para comemorar o aniversário de 15 anos do início do seriado.

Alguns dos objetos que fizeram parte do seriado foram levados para permanecerem expostos nas paredes do café, como o "peru" do Joey.



Caso o vídeo acima estiver com falhas, clique [aqui]

Mas bem que poderiam criar uma franquia de verdade do café do seriado "Friends". Deu uma nostalgia da série quando vi o vídeo...

20 de set de 2009

Triplo 2009


Não acredito muito em numerologia, mas me chamou atenção esse momento. Pelo menos para nós, brasileiros, é curioso o momento: 20-09-2009 às 20:09.

E ainda dá para registrar os anos de 2010, 2011 e 2012. Até lá...

Agora vem a famosa pergunta: What were you doing at that moment?? :D

17 de set de 2009

Bingos, CSS, Taxação das Cadernetas... o que mais esperar?

É incrível o que o Governo Brasileiro têm tido ideias de ressucitar atos "incabíveis" da época passada.

Com pautas e assuntos mais relevantes para tratar (como projetos na Educação, Saúde e Segurança), os governistas insistem em trabalhar em pautas de arrecadações, onde alegam que precisam aumentar certas cargas tributárias para sustentar os "supostos" projetos do PAC e sociais, ressurgindo ideias ultrapassadas e inadmissíveis como a volta dos Bingos e Caça-Níqueis de forma legalizada.

E falando em Previdência, ela já está no vermelho faz tempo, por isso, o Governo quer recriar de volta a CPMF, apenas camuflando de nome para CSS (contribuição para a seguridade social) a fim de tentar socorrer uma Previdência de mãos atadas, que já não sabe mais como segurar as pontas no futuro. Bom, pra começar, os pagamentos das aposentadorias estão cada vez mal distribuídas (aposentado pobre fica mais pobre, aposentado rico curte cada vez mais) e falta um bom planejamento na distribuição justa de benefícios (nem preciso citar atos secretos que beneficiam salários de partidários, políticos e servidores né). Planejamento minuncioso é necessário, pois realmente, o país está ficando mais velho e temos que acompanhar essa tendência mundial. Mas o que vejo é o governo tentar solucionar "usando uma peneira para tapar o Sol".

Agora vem um projeto que está para ser sancionado, onde teremos a volta dos bingos e jogatinas legais? Por favor; em vez de pensarem em projetos dos pilares de sustentação (saúde, educação, segurança), governistas querem ressussitar a jogatina? Para que o povo brasileiro volte a sustentar um vício terrível? Para enriquecer os cofres de empresários inescrupulosos? Para sustentar o crime organizado? Claro, o governo afirma que a legalização dos Bingos vai criar novos postos de trabalho... Oras, que crie trabalhos dignos, investindo em postos de saúde, criando a formação de professores (com salário digno), combatendo a corrupção (principalmente!!).. e não para facilitar a lavagem de dinheiro de empresários e incentivando cidadãos a sustentarem um vício horrível.

Com tudo isso, só posso enxergar que o governo quer ter motivos para arrecadar ainda mais, justificando déficit dos cofres públicos, tirando ainda mais as economias do povo brasileiro. Poxa, o que a gente já tem pago de tributos não é brincadeira. O Brasil é o campeão em altas taxas de juros e impostos. Eu fico pensando... com tudo que contribuimos com impostos e taxas, por que não vemos o resultado prático das contribuições na sociedade? O nariz de palhaço do brasileiro está cada vez mais inchado, é o que penso...É muita cara de pau ainda quererem taxar em mais atos. Só falta taxarem o ar que respiramos...

15 de set de 2009

Game Nostalgia (VII): Final Fantasy 8

Se tem alguma franquia de games que não pode ficar de fora, uma é, sem dúvida alguma, a saga de "Final Fantasy". Sou fã da saga, desde a época que lançaram a versão para o "Playstation One", com o game "Final Fantasy 7". Mas na verdade, a história começou lá atrás, do tempo do "Nintendinho 8 bits". De lá para cá, muitas versões foram criadas, passando para o "Super Nintendo", para o "Playstation One", depois para o "Playstation 2" e, atualmente, para vários consoles como "PSP", "Nintendo DS", "X-Box", "Playstation 3"...

Bom, falando especificamente da versão 8, o game fora lançado para "Playstation One" e fora um grande sucesso, depois da versão 7 para o mesmo console. Lançado em 1999, "Final Fantasy 8" tinha personagens de fisionomia mais adulta, ao contrário das versões anteriores. Os gráficos eram de arrasar para aquela época, principalmente pelos vídeos CG e pelas animações dos "Guardian Forces", as evocações de seres superiores (são os "Summons" para a versão 7). A trilha sonora também era arrasadora (tanto que tinha comprado os cds de áudio originais no Japão). Uma das características marcantes é o momento das batalhas (assista ao vídeo no final do post). Os personagens utilizam todos os itens, magias e habilidades durante tais lutas e o jogador deve saber utilizá-las nos momentos certos (principalmente se for lutar contra os monstros mais fortes, como o "Omega Weapon"). Cada personagem utilizado na batalha possui um "Limit Break", isto é, seu ataque especial que pode tirar uma boa porção de "HP" dos inimigos, ou um movimento especial que pode alterar o status dos personagens. Também é marca registrada da saga.

Outra novidade da versão 8 era a ausência da barra de "MP" ("Magic Points") e, no lugar, criou-se o comando "Draw", em que o personagem rouba estoques de magia de oponentes até completar 100 unidades de cada uma delas. Com isso, o personagem podia uni-las com habilidades de ataque, defesa, "HP", força e assim vai.


Abertura de Final Fantasy 8


Confesso que o game é viciante, pois você quer melhorar o "level" dos personagens e saber o que vai acontecer em cada momento da história (é que nem acompanhar uma novela ou seriado), ou então quer as melhores armas e os melhores itens, por isso, vai batalhando nos mapas... Fiquei re-jogando esses dias "Final Fantasy 8" no emulador (já tinha jogado uma vez naquela época do "Playstation One"). É claro que já sabia da história, mas é como rever aquele filme que te marcou.

Enfim, é impossível não ficar "apegado" com os personagens e com a história de cada "Final Fantasy". Na verdade, tem muito mais assunto a comentar sobre a saga, mas vou deixar para as próximas oportunidades. Aliás, já a comentei uma vez [link] neste blog.

Abaixo, uma sátira do game da versão 7. Rachei-me de rir...

8 de set de 2009

Geração Ctrl C, Ctrl V

Internet: Essa é, provavelmente, a principal ferramenta que proporcionou uma mudança da sociedade, senão, uma revolução do modo de viver da humanidade atual. Talvez pudéssemos dividir a escala da humanidade em duas partes: Pré-Internet e Pós-Internet.

Claro, que não só a Internet, mas muitos outros fatores fazem com que haja mudança no mundo o tempo todo e, desde sempre, a mudança é cada vez mais rápida. Informações sobre tudo a apenas alguns cliques no computador, dispensando enciclopédias volumosas e relacionamento direto com quaisquer pessoas de qualquer parte do mundo já estão a alcance de qualquer pessoa.

Qualquer criança atual já nasce com o computador embutido. E o tempo de acesso a tais tecnologias pela garotada cresce a cada momento, pois elas as utilizam como parte essencial de suas redes de relacionamento, pesquisas escolares, diversão e assim vai. E a garotada, hoje em dia, já não é mais tão ingênua como era antigamente. E muitas vezes, os filhos ensinam os pais sobre muitos assuntos, pois esses estão mais antenados a diversos assuntos do que estes (claro, assuntos que interessam a garotada) graças a Internet.

Se por um lado a Internet revolucionou o processo da informação, por outro lado, as crianças e os jovens de hoje precisam lidar com a capacidade de absorção e administração das informações, que bombardeiam pela Internet. Se, antigamente, tínhamos que recorrer a livros e apostilas somente (e isso tomava um bom tempo nosso) para obter as informações que precisamos, hoje em dia, com alguns minutos, conseguimo-las e ainda muitas vezes de forma bem enxuta. O restante do tempo é utilizado para obter informações muitas vezes corriqueiras, fragilizando a capacidade das crianças de filtrarem informações úteis das inúteis.

Há também o lado da síndrome do Ctrl C, Ctrl V. Trabalhos escolares retirados diretamente da Internet, e muitas vezes, sem a devida correção ortográfica, concisa e coerente levam os estudantes a banalizarem os trabalhos sem ao menos compreender o que colocam em seus trabalhos escolares. Ah, mas a tecnologia também proporcionou o lado bom para os professores. Já existem softwares que conseguem identificar com até uma certa precisão, trabalhos que foram simplesmente copiados, de outros que realmente são de autoria de alunos. Mas o lado prático do Ctrl C, Ctrl V está no manuseio do computador. Por exemplo: é mais fácil usar esse artifício que ficar clicando nos botões de copiar e colar dos browsers e explorers. Eu, por exemplo, sou usuário assíduo do Ctrl C, Ctrl X, Ctrl P, Ctrl T, etc...

Talvez haja pessoas que irão achar que crianças na Internet 24 horas por dia, um absurdo, mas com a alta tecnologia cada vez mais desenvolvida em aparelhos cada vez mais diminutos (é a Nano-Tecnologia a fundo), talvez o futuro das crianças, e dos adultos é estar mesmo on-line 24 horas por dia, e celular como I-Phone, talvez seja coisa do passado... E o futuro vem das crianças, com suas múltiplas formas de como elas estão construindo, ou irão construir suas relações. É a “geração corta e cola”.

Com referência da revista Super Interessante.

6 de set de 2009

Temos motivos para comemorar o 7 de Setembro?

Com todos escândalos na política brasileira (o que já não é novidade); atos secretos; desvios de verba na educação, saúde (fora que poderemos ter a ressurreição do CPMF, proposto pelo governo) e segurança; violência; irresponsabilidade no trânsito; tráfico de drogas em plena luz do dia... será que temos motivo para comemorar o dia da “independência” do Brasil, isto é, assistir a parada dos nossos governantes junto aos políticos corruptos? (Temos sim que prestigiar os militares, a polícia digna que combatem a violência.)

Quando vejo nos telejornais, as primeiras notícias sempre são mostradas barbaridades praticadas no Brasil inteiro. Assaltos em apartamentos, condomínios e estabelecimentos comerciais; cracolândia (e não apenas em São Paulo); homicídios; falta de respeito no trânsito; descaso com patrimônio público... parece que tudo isso já faz parte da vida de todos nós e muitos dizem que isso já é “normal” nesse país... isso é motivo para comemoração? Que independência é essa que estamos vivendo? Pelo contrário, cada vez mais estamos a mercê da violência, drogas, corrupção, medo, falta de respeito, indignação.

Acompanho o JN, pois é necessário atualizarmos, mas fica cada vez mais difícil acompanhar tais telejornais. Aliás, pela internet também.

Cadê o resultado dos investimentos na saúde? Só se for para ser intitulado como o país com mais mortes da gripe suína no mundo... Hospitais no esquecimento, médicos e enfermeiros em condições super precárias de trabalho, pessoas lotando postos de saúde e sendo atendidas nos corredores... essa novela eu já vi várias vezes e parece que está longe de terminar com final feliz. E o tal CSS, que o governo quer criar no lugar da CPMF? Para arrecadar os cofres públicos do governo, porque estão com déficit? Então por que aumentam os salários dos servidores públicos e políticos? (que aliás, já ganham uma remuneração astronômica). Ah, mas para arrecadar, o governo é eficiente. Por exemplo: Projetos para explorar o Pré-Sal.

E nem comentei sobre a Justiça Brasileira... aliás, para que comentar, né? Sempre comemoramos com várias pizzas... A Itália é o país das pizzas, mas o Brasil é o campeão das indigestas...

Com tudo isso vamos sim comemorar a nossa “independência”...

31 de ago de 2009

Game Nostalgia (VI): Golden Axe

Um clássico que merece destaque. Antes de colocar o referido post, achei, na minha opinião, a melhor versão do tema de “Wilderness” orquestrada, tema clássico do game "Golden Axe". Quem conhece o game, vale a pena escutá-la um pouco. Coloquei-a abaixo, apenas a música.


Se quiser, clique no “play”, enquanto acompanha o post abaixo.

Versão medieval dos clássicos de luta, "Golden Axe" marcou uma era dos guerreiros medievais, misturando poderes mágicos e animais místicos. Estilo "Double Dragon", também pode-se escolher entre três guerreiros: um "Conan", uma "Xena" de biquíni vermelho e um anão chifrudo com um machado maior que ele. Cada um possui poderes mágicos diferentes e cada vez que os personagens adquirem potes azuis de duendes azuis, aumenta a barra de magia deles, consequentemente, aumentando o poder de destruição das magias.

O esquema era básico: bate os inimigos, anda para a direita até chegar ao chefão de cada fase. Fórmula batida, mas que, para aquela época era um sucesso, aliás, para muitos saudosistas, assim como eu, nem ligava muito nesse detalhe. O importante era o fator diversão. A versão para "arcade", estourou nos fliperamas da época. Tamanho sucesso, a Sega, criadora do game, criou suas versões para Mega Drive, Master System, Amiga, etc...

O primeiro "Golden Axe" tinha músicas muito boas e os gráficos eram excelentes para a época. Uma pena que o game era muito curto, ou seja, não tinha muitas fases. A versão do Mega Drive incluía uma fase a mais, encarando duas vezes o bonequinho do chefão final, com um detalhe que o segundo bonequinho possuía todas as magias dos guerreiros e bastava o computador acioná-lo que a barra de energia dos jogadores minava. Um mero detalhe, mas que deixou o game da versão do Mega mais difícil (fora os malditos esqueletos que não morriam nunca...). Ah, outro "defeito" era que os inimigos eram muito burros: Bastava você seguir até um precipício que eles muitas vezes se jogavam lá. Porém, não deixava de ser hilário.

Enfim, foi um marketing de sucesso da Sega, que resolveu depois, lançar suas continuações. Aí que a Sega pisou na bola. "Golden Axe 2" para arcade nunca joguei e parece que foi um fracasso; a versão 2 para Mega Drive foi melhorzinha, mas a jogabilidade era ruim e acabou ficando muito "massante" terminá-lo, apesar de novas magias. Golden Axe 3 então nem se fala: fracasso total que nem vou mencioná-lo aqui.

Mas, mesmo com seus revés, G.A. mereceu destaque na história dos games, mas que, infelizmente, suas continuações o fizeram enterrar sua "marca". Fica aqui registrado mais um "Game Nostalgia".

21 de ago de 2009

Belo Mostruário

Sonho de todo homem ter em casa, hehe.

14 de ago de 2009

O Lado Bom da Gripe Suína


Essa "paranoia" da gripe suína (Gripe Influenza AH1N1) pelo país inteiro tem uma certa explicação. O Brasil já atingiu como o 3o. maior número de mortes provocada pela tal gripe (1o. é os EUA e 2a. é a Argentina). As escolas das regiões Sul e Sudeste recomeçaram as aulas, em média, duas semanas após o período de férias escolares para prevenção contra uma grande epidemia da gripe entre as crianças (um dos grupos de maiores riscos, ao lado das gestantes e dos idosos).

O fato é que agora temos mais uma gripe "a ser convivida", e em países "em desenvolvimento" como o Brasil são os que mais sofrem, devido a vários fatores, que nem preciso comentá-las aqui...

A prevenção é a mesma contra a gripe comum: higienizar bem a frente e as costas das mãos, não pôr as mãos em lugares públicos onde se costumam tocar, tomar bastante água, fazer gargarejos constantemente, alimentação adequada, arejar bem os locais e assim vai. Agora é bem comum usar álcool-gel a cada momento, tanto que até têm tido falta desse produto nas farmácias e supermercados, e quando têm, seu preço está lá nas alturas (ganância dos revendedores, atravessadores...).

Mas pelo menos tal fato, assim como a Atual Crise Mundial, fez com que o ser humano tivesse que mudar seus comportamentos. No caso da gripe suína, nos trouxe os velhos hábitos de higiene, que na teoria, todos nós já sabíamos, mas que na prática era outra história. Agora as pessoas têm se preocupado com a saúde e em vários estabelecimentos e restaurantes já têm álcool-gel a disposição ao usuário, alguns banheiros agora têm sido limpados frequentemente ao longo do dia, bebedouros são substituídos por galões de água, com copos descartáveis, etc... Nas escolas, professores têm ensinado às crianças sobre a importância da higienização e da cultivação de tais hábitos.

É..., tem que aparecer uma nova ameaça, como a gripe suína, para que o ser humano aprenda a se cuidar, isto é, como não aprende "no amor", tem que aprender "na dor".

9 de ago de 2009

Momento Geek: Esse grito me é familiar...

Entrando na onda dos momentos NERDS dos blogs, vou pôr meu momento GEEK, sobre um grito que ouvi no YouTube (cena do filme "Mamãe é de Morte"/"Serial Mom") e me pareceu muuuuito familiar...


Muito familiar, não acha? Aí, pelos comentários do vídeo no YouTube, vi que esse grito já apareceu em vários lugares (plagiados?)...citando por exemplo, aqui, aqui e aqui (pule para 0:20 e 1:45).

Vídeo dedicando ao "Youraaagh!!"

Depois apareceram montagens com o famoso grito, mas não vou postá-los aqui.

6 de ago de 2009

World Cosplay Summit 2009

Todo ano, o Campeonato Mundial de Cosplay é realizado em Nagoya, Japão, onde é reunido os melhores cosplayers de vários países, e sempre os cosplayers brasileiros estão presentes cada ano. Aliás, vários países, como a França, têm se destacado nas apresentações, devido a influência da cultura Pop Japonesa (J-pop, animês, mangás, games, etc...). Enfim, é uma febre OTAKU pelo mundo inteiro, porém, nota-se claramente que os japoneses ainda são presença esmagadora nesse tipo de evento, quando é no Japão.

Presenciei o evento de 2007, em que uma dupla francesa venceu o campeonato de performances. O local é sempre na galeria-shopping "Oasis 21" (fotos 1 e 2), no centro de Nagoya. Como morava pertinho de Nagoya, era presença obrigatória. No dia anterior, vários cosplayers desfilam nas galerias comerciais e no Templo Budista -Osu Kannon de Nagoya(foto 3). E como tem "paparazzos", hehe.


Fotos 1, 2 e 3 respectivamente - clique nas fotos para ampliar


Mas não pensem que isso é só curtição. Os participantes levam muito a sério tal evento. Treinam arduamente suas performances com várias sincronizações de efeitos sonoros, além da confecção dos detalhes das vestimentas.


Enfim, quando vi a reportagem do Jornal Hoje abaixo, me deu uma tremenda nostalgia do evento. Que saudades das galerias de Kamimaezu, uma espécie de Akihabara de Nagoya. Se eu tivesse tempo e grana, acho que encararia uma participaçãozinha amadora, hehe... quem poderia encarnar? Sugestões... XD

4 de ago de 2009

Hostess no Japão em Alta

A reportagem abaixo do NYTimes (traduzida pela UOL) mostra a popularidade numa profissão, que antes, era considerada "vergonhosa", mas que devido a influência das mídias e da crise mundial, muitas japonesas (e também muitas estrangeiras, incluindo brasileiras) tentam entrar nessa fatia de "mercado", com uma ilusão de glamour e luxúria no País do Sol Nascente. Será que as jovens, hoje em dia, ainda consideram a profissão de hostess (acompanhantes de bares) um meio digno de vida? É um alerta também às brasileiras que querem tentar a vida dessa forma, seja no Brasil, seja no exterior.

1 de ago de 2009

Superstições Japonesas


O país da tecnologia tem superstições milenares. Elas são curiosas, mas todo mundo acredita, pelo menos a maioria dos japoneses sim.

Apesar dos trens de alta velocidade, das novidades tecnológicas e da exportação de supercarros, o Japão é um dos países mais supersticiosos do mundo e isso já vem desde a Idade Antiga e muitas delas, são tão antigas quanto as religiões nacionais xintoísta e budista. Atravessaram os séculos e continuam no Japão moderno com toda força.

Há crenças para quase tudo: desde a posição em que se deve colocar a cama no quarto para não atrair má sorte, até datas favoráveis a casamentos. Algumas, como a de que o número quatro atrai azar, são levadas muito a sério. Dar um presente composto por quatro peças, é considerado uma grande ofensa.

A seguir, algumas superstições japonesas:

Pavor do número quatro
Japoneses têm pavor do número 4. É que a pronúncia do número é a mesma da palavra morte, "shi". Por isso, não estranhe se não encontrar o quarto andar em um prédio, ou se achar a vaga de carro de número quatro vazia. Além disso, alguns hospitais japoneses não têm os números 4, 9, 14, 19, ou 42 nos quartos. "Shi-ni", ou 42, também significa morrer. Já o número 420 lê-se "shi-ni-rei", ou espírito morto. O 24, então, é morte em dobro: "ni-shi".

Números da sorte
Mas os números não trazem apenas mau agouro. Um exemplo é o dia 29 de setembro. A data é muito indicada para começar um namoro, ou marcar o noivado e o casamento. É que a leitura em japonês do número 929 (no país, o mês vem antes da data) é "ku-tsu-ku", que significa “grudar”. Por isso, acredita-se que o casal que oficializa a união nesse dia permanecerá “grudado” para todo o sempre.

Cobra da fortuna
Se em alguma caminhada campestre você se deparar com um pedaço de pele de cobra, pegue-o e guarde na carteira. Segundo os japoneses, o couro do réptil fará com que a pessoa fique rica ou encontre dinheiro. Para eles, o ser rastejante simboliza dinheiro e saúde. Alguns acreditam que a cobra é um animal de Deus. Dizem que ao matá-la, a pessoa perderá dinheiro.

Direção demoníaca
Muitos japoneses ainda acreditam que a posição de uma casa pode influenciar na fortuna que quem irá residir no local. Essa crença é denominada "kaso". Trata-se de uma espécie de "feng shui" do Japão. Um exemplo é o "kimon", ou seja, quando a porta de entrada da casa está posicionada na direção nordeste. Os antigos crêem que o "kimon" atrai o demoníaco monstro "Oni". Até hoje, muitos evitam posicionar a entrada principal da casa nessa direção.

De pauzinhos para pauzinhos
Até hoje, muitos funerais seguem a tradição budista. Nesse dia, o corpo é queimado e, enquanto isso, os convidados fazem uma refeição. Encerrada a cerimônia, os parentes retiram os ossos das cinzas, passando-os de pessoa para pessoa, com o "hashi". Por esse motivo, nas refeições do dia-a-dia, não se deve passar comida de "hashi" para "hashi". Segundo os japoneses, isso traz má sorte.

Deitar como morto
Na hora de decorar seu quarto, lembre-se de não posicionar a cabeceira da cama para o norte. De acordo com os japoneses, somente pessoas mortas são colocadas desse jeito. No Japão, é costume prestar muita atenção ao colocar a cama no quarto ou na hora de estender o edredon para dormir. Essa superstição é denominada "kita-makura" (travesseiro no norte).

Borda do tatami
Para os japoneses, pisar na borda do tatami dá azar. É preciso prestar atenção também na hora de posicionar o tatami no chão. O encontro das bordas não pode formar uma cruz, que remete à morte. É importante medir o espaço e arrumálos de maneira correta. Além do mau agouro, eles consideram pouco elegante colocar o pé nesse local.

Idades turbulentas
Os templos e santuários do Japão costumam receber homens e mulheres que não querem sofrer a maldição do “yakudoshi” (idade da calamidade). A palavra se refere às idades de 42 anos para homens, e 33 para mulheres. Os japoneses acreditam que esse período é crítico e turbulento, por isso os amigos e parentes oferecem uma festa para reunir energia positivas para ajudar a superar as dificuldades do período. No ano seguinte, ou seja, quando a mulher completar 34 e o homem 43, é a vez dos aniversariantes retribuírem a festa. O agradecimento é chamado de "yakubarai" (um tipo de "exorcismo"). Segundo estudiosos, os dois números integram o princípio do Yin e Yan, pois 34 é o contrário de 43 e a soma de 4 + 3 = 7, que é considerado um número místico. Algumas pessoas agradecem com um culto, em vez de festa.

Os japoneses acreditam que dá azar…
- Matar uma aranha de manhã;
- Arrebentar a tira do chinelo, getá, sandália, tamanco e afins;
- Comer tempurá com melancia na mesma refeição;
- Levar um vaso de planta para uma pessoa doente;
- Não jogar sal na porta depois que um mendigo passar por sua casa pedindo esmola;
- Passar por um carro funerário;
- Apontar para um carro funerário, ambulância ou lápide;
- Se a primeira pessoa que encontrar de manhã for um monge budista, você terá um dia ruim;
- Estrear sapatos novos à noite;
- Quebrar o pente;
- Responder a um sonâmbulo.

Superstições de boa sorte:
- Se um passarinho fizer cocô na sua cabeça, isso é sinal de bom presságio;
- Se a primeira pessoa que encontrar de manhã for uma monja, terá um dia de sorte;
- Se o ouvido direito coçar, terá boas notícias.

Algumas crenças muito estranhas:
- Não se deite logo após comer. Você pode se transformar em uma vaca;
- Em uma refeição, não misture enguia com "umê" (ameixa japonesa). Isso pode trazer muito azar;
- Se cortar as unhas à noite, você não estará presente quando seus pais falecerem.

Têm muito mais crenças que se pode imaginar, mas aí o post ficaria muuuuuito extenso... Ainda bem que não sou tão supersticioso assim.

Referência adaptada do site da Gambarê.

29 de jul de 2009

Game Nostalgia (V): Battletoads in Battlemaniacs


Uma franquia que fez sucesso na Nintendo foi com o game dos sapos lutadores chamado “Battletoads”. Quem conhece sabe que o game da primeira versão, o do NES, talvez foi um dos mais difíceis de todos os tempos, senão, o mais difícil. Bom, nunca joguei a primeira versão, porém surgiu a versão mais recente na época para o Super Nintendo (Super NES), entitulado de “Battletoads in Battlemaniacs”.

Mescla estilo de luta com plataforma, e das mais cabeludas. Quem jogou, sabe o que estou dizendo. Consegui chegar até a última fase, mas depois de ter perdido muitas vidas nas fases anteriores, mas acho que foi um feito mesmo assim. A versão do Super Nintendo não chegou a ser tão difícil quanto a do NES, mas mereceu destaque pelos gráficos na época e principalmente pela trilha sonora.

Para quem tiver paciência, a seguir, links dos vídeos do game versão Super Nintendo, detonado: Battletoads – parte 1 Battletoads – parte 2 Battletoads – parte 3

Até atualmente, os sapos de Battletoads ficaram esquecidos depois da versão do Super Nintendo, mas há rumores que será lançada uma nova versão para o Wii. Será que a dificuldade será do tamanho das versões anteriores? OBS: O vídeo abaixo não é oficial!!

24 de jul de 2009

Exemplo Dekassegui

A reportagem abaixo, da RPC TV Paranaense, mostra a conquista de um jovem brasileiro em ter conseguido ingressar numa Universidade no Japão, na qual, foi tema de um documentário de uma emissora de televisão japonesa. Seus pais, devido a crise, resolveram voltar ao Brasil, mas o jovem não se intimidou e vai buscar seus objetivos lá na Terrinha do Sol Nascente, mesmo na atual crise. Acho que isso serve de lição, não apenas para os dekasseguis no Japão, mas para os brasileiros em geral. Taí, um exemplo de garra e esforço reconhecidos.

23 de jul de 2009

O Homem na Lua: A Fraude do Século???


Jogo dos 7 Erros?

Aproveitando a onda das comemorações dos 40 anos do homem na Lua, cada vez mais, pessoas começam a questionar se realmente Neil Armstrong, Edwin 'Buzz' Aldrin e Michael Collins pisaram na Lua. Vários cientistas já estavam analisando o conteúdo das mídias publicadas pela NASA daquela época, desde os anos 90, mas que ganharam forças no começo deste século.

Ainda não tinha nascido quando no ano de 1969, a NASA estava divulgando "ao vivo", os astronautas explorando nosso satélite natural pela televisão. Foi um acontecimento histórico para a humanidade que nos livros de Geografia e História, é um assunto obrigatório para as respectivas disciplinas no Ensino Fundamental. Não nego isso. Mas a finalidade de divulgar na TV "ao vivo" foi para uma divulgação "marketeira", na minha opinião.

Porém, confesso que acreditava 100% nessas fotos divulgadas pela NASA, mas depois analisando-as minunciosamente e checando informações na internet e nos vídeos do Discovery Channel divulgados alguns anos atrás, já questiono muita coisa em relação a essas evidências nessas fotos da NASA. Segundo André Basílio, formado em Processamento de Dados e Administração de Empresas e consultor de Informática, há fortes evidências nas fotos que poderiam comprovar a fraude dos astronautas na Lua. André está divulgando seus trabalhos e pesquisas sobre tal tema no site "A Fraude do Século" [link], que inclusive, está preparando várias análises de fraudes históricas, como a do suposto avião que caiu no Pentágono no mesmo dia da queda das Torres Gêmeas... mas isso é outro assunto a ser relatado.

Posso até ainda acreditar que o homem visitou a Lua, mas não pelas evidências dessas fotos específicas da NASA mostradas ao público. As fotos podem ser verdadeiras, mas têm certas evidências meio questionáveis. Cada um tire suas próprias conclusões...

19 de jul de 2009

Preconceito Mundial



A palavra já diz tudo: "Pre-conceito" - um conceito pré-definido, uma descrição antecipada. O tema "Preconceito" já vem desde a época antiga, A.C. e infelizmente, sendo realista, irá perpetuar por muito tempo ainda. Na reportagem acima do Jornal Hoje, mostra as dificuldades de brasileiros residentes no Velho Continente em superar preconceitos e discriminações. Brasileiros que resolveram mudar de vida, tentando realizar seus objetivos fora de seu país.

Já enfatizo que abomino qualquer discriminação e preconceito. Mas, por que os habitantes do Velho Continente discriminam tanto nós, brasileiros? E será que a gente não discrimina bolivianos, paraguaios que tentam a vida no Brasil?

Não critico os trabalhos de cineastas brasileiros, que fazem um ótimo trabalho técnico, mas sim, os temas abordados por eles. Temas como "Última Parada, 174", "Cidade de Deus", "Tropa de Elite", onde o tema da violência e sexo dominam e são os que chamam atenção da mídia internacional. Com certeza, não devemos virar as costas para a realidade brasileira, mas além de abordar tais temas, deveria relatar temas mais abrangentes. Para os gringos, parece que a gente só exporta filmes desses gêneros, levando-os a imaginar que nosso país convive com violência e sexo explícito a todo instante, o que não deixa de ser meia verdade, mas somente isso. Um exemplo das consequências disso é o filme "Turistas", onde seis jovens americanos vêm passar férias no Brasil e acabam assaltados, drogados e vítimas de uma quadrilha brasileira. Infelizmente, para muitos gringos, essa é uma das imagens que eles tem sobre o Brasil. Outro exemplo é no filme "Incredible Hulk", onde Bruce Banner se refugia nas favelas do Brasil para tentar desenvolver uma cura para sua transformação.

No Japão, já vi alguns japoneses (alienados, com certeza) dizendo que São Paulo e Rio de Janeiro estão na Floresta Amazônica e que seus cidadãos convivem com os animais da floresta... "andar pelado nas ruas é normal, pois no carnaval eles dançam nus mesmo", dizem eles... Lógico, são apenas alguns que têm tais mentes fechadas, alienadas e com brincadeiras de mau gosto, que não deveríamos dar bola para isso, mas causa desconforto enorme para nós. Mas a gente mesmo contribui para que a discriminação ainda seja forte em tais países. Por exemplo, Tem aumentado muito a criminalidade brasileira no Japão e isso faz com que os japoneses discriminem a gente. Causa e efeito. Claro, a crise mundial contribui para cometer tal ato, mas não deveria ser motivo para cometer atos ilícitos. Aliás, motivo algum têm.

É lógico que temos que levar em conta que muitos países têm um laço forte de nacionalismo que contribui ainda mais para o preconceito, mas o imigrante, seja em qualquer país, tem que estar preparado e ciente para tais comportamentos, mesmo que seja sutil. E batalharmos contra isso.

Cada país constrói uma sociedade, cujo reflexos disso será abordado no exterior. É um tema de muita discussão e debate que, em resumo, o homem discrimina ele mesmo...

14 de jul de 2009

Aquecimento Global a Todo Vapor



O mundo inteiro está vendo as consequências do aquecimento global. Esta é a imagem do Ártico obtida pelos satélites da NASA, à esquerda em 2004, e à direita em 2008. Quanto mais azul, mais fina é a camada de gelo.

Cientistas da NASA usaram os dados dos satélites para calcular o volume e a grossura do gelo Ártico em cada período. De acordo com as medições, a camada de gelo diminuiu cerca de 17 centímetros por ano, o que somou um total de 68 centímetros nos quatro invernos.

É claro que há perda de gelo durante a estação do verão nos pólos, mas tende-se a se recuperar quando volta à estação do inverno, o que não foi suficiente, devido ao efeito estufa, causando degelo polar constante.

As consequências do aquecimento global também estão evidentes na Antártida e na Groelândia.

Ainda não se sabe cientificamente qual será a projeção do Ártico daqui a alguns anos nesse ritmo, mas dá para imaginar o que pode acontecer...

7 de jul de 2009

A Vírgula: Insignificante e Grandiosa


Sem querer dar uma aula de português, mas estive revisando a famigerada Gramática da Língua Portuguesa e me reforcei o quanto a tal "vírgula", aparentemente insignificante, pode influenciar todo o contexto e mudar o rumo da humanidade... (nossa que filosófico, XP)

Propaganda da ABI (Associação Brasileira de Imprensa):

A Vírgula...

...pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.
...pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.
...pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.
...pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso, só ele resolve.
...pode criar vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.
...pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.
A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.
Uma vírgula muda tudo.


Mais um exemplo:
"Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de quatro à sua procura."
Se você for homem, onde colocaria a vírgula? E se você for mulher?

Se ainda não notou a diferença de como a vírgula pode influenciar, veja as frases abaixo e diga se elas são mesmo iguais (OBS: É apenas um exemplo, ok? Nada contra nós, brasileiros)
- O brasileiro que é vagabundo busca em seu cotidiano formas criativas de sobrevivência.
- O brasileiro, que é vagabundo, busca em seu cotidiano formas criativas de sorevivência.

6 de jul de 2009

MP5, MP6, MP7...? Huahuahuahua!!

O pior é que os vendedores insistem nessas nomenclaturas. "É um tocador MPTudo!!!"...

4 de jul de 2009

Grosseria no Photoshop

Eu sei que muita gente já conhece o referido blog, mas, só para desencargo da consciência, posto o link aqui, pois mereceu minha atenção, hehe.



Erros no Photoshop

3 de jul de 2009

Fisioterapia e Wii: Tudo a Ver

Faz tempo que o Wii deixou de ser um simples videogame para virar um "centro de entretenimento" da família (esse era o objetivo da Nintendo). O Wii também está presente em várias áreas medicinais, como em Fisioterapia. A tendência é que futuros videogames, como o "X-Box Project Natal", possam se espelhar na plataforma do Wii para ser verdadeiros atrativos de lazer e esportes.

30 de jun de 2009

País Emergente com Qualidade de Ensino de 3º. Mundo


Segundo dados fornecidos pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o Brasil é o país que mais desperdiça aulas com broncas e discussões nas salas de aula, ou seja, no período em que os professores deveriam estar dando aulas, eles cumprem tarefas como preencher lista de chamadas ou tentam manter a disciplina nas salas de aula, em consequência de maus comportamentos de alunos. A pesquisa foi feita nas condições de trabalho dos professores entre 5ª e 8ª séries de 23 países. Os brasileiros ainda lidam com turmas maiores e têm menos experiência do que a média de outros países, afirma o relatório.

Bom, esses dados não me surpreendeu, é obvio, visto em que cada vez mais nosso país não dá menor atenção na qualidade da educação infantil e fundamental. E nem precisa falar sobre as condições dos ensinos médio e superior...

A começar pelo trajeto até a escola: muitos alunos têm dificuldade de transporte, pois moram longe demais da escola mais próxima de suas residências. Falta transporte de qualidade, as estradas e ruas estão em péssimas condições...
As condições de trabalho dos professores e funcionários das escolas. Não é de se surpreender a falta de investimento e incentivo na qualidade de trabalho desses profissionais. O resultado aparece nas notas dos alunos...
Pais negligentes na educação de seus filhos, tendo em mente achando que a escola é que tem a obrigação de educar seus filhos, enquanto trabalham. A escola é a segunda casa das crianças para desenvolver o social e o conhecimento de cada uma, mas educação mesmo aprende-se em casa com os pais.

Bom, discussões à parte, este post foi para mostrar minha indignação a um país em que teima em não dar um progresso consistente na educação de seu povo. Nos futuros próximos posts, poderei discutir melhor sobre tal situação.

26 de jun de 2009

Game Nostalgia (IV): Michael Jackson's Moonwalker

Minha homenagem ao Rei do Pop. Joguei bastante esse game no Mega Drive e no Master System. E realmente, as versões musicais de Michael no Mega Drive ficaram muito boas. Cheguei a até gravá-las numa fita cassete na época. R.I.P. ...

22 de jun de 2009

Game Nostalgia (III): Alex Kidd in Miracle World / Desert Strike

Que saudades da época do Master System (1a. versão) e Mega Drive. Zerei esses dois games na época. Quem não vivenciou o mundo dos games nos anos 80 e 90, não sabe o que perdeu. Os games atuais são infinitamente superiores em gráficos, mas a diversão e novidades saudosistas eram os de antigamente...



21 de jun de 2009

Final Boss Cabeludo e Tosco

Achei um vídeo de um game de nave (Mushihimesama). Um chefe pra lá de difícil, senão impossível sem morrer uma vez sequer. Mas pelo menos o ataque é bonito de se ver...


Agora o vídeo abaixo mostra, talvez, o chefão final mais tosco (fácil) da história dos games... (Incredible Hulk)

19 de jun de 2009

Quem quer ser milionárioooo?... está de volta

Não sou chegado em fofocas televisivas, mas me chamou atenção do programa "Show do Milhão" voltar ativamente no mês de julho. "Show do Milhão" é a 1a. versão brasileira do programa internacional "Who wants to be a millionaire". Digo 1a. porque a Record quer fazer a sua versão, com o Roberto Justus como apresentador. Isso se o Silvio Santos não contratá-lo, junto com a Eliana para ingressar à sua emissora, o SBT. Na verdade, Silvio Santos resolveu fazer um contra-ataque desse depois que a Record anunciou a contratação de Gugu, com salário "mixuruca" de 3 milhões de reais por mês... blá blá blá...

Bom, ao menos podemos nos divertir vendo as perguntas e as respostas dos candidatos novamente... se tivermos paciência e tempo.

17 de jun de 2009

Alta da Gasolina no Brasil em Época de Baixa do Petróleo no Mundo


Todos nós sabemos que o preço do barril do petróleo tem despencado nesses últimos tempos, boa parte da culpa devido à crise econômica mundial.

Só para se ter uma ideia, no Japão, até em meados de 2008, antes do estouro da crise econômica, o preço da gasolina tinha tido uma alta de preço, em torno de 3,70 reais por litro. Com a procura de petróleo em baixa pelas indústrias após o estouro da bolha econômica mundial em setembro de 2008, seu preço caiu gradativamente até chegar a uns 1,97 reais por litro nos postos de gasolina do Japão. Atualmente está em torno de uns 2,10 reais por litro.

Já aqui no Brasil, o preço da gasolina não abaixa, não seguindo a tendência do Japão e do resto do mundo. Por quê?

Para se ter uma ideia, boa parte dos preços de todos os produtos vendidos no Brasil está inserida as taxas de impostos, e nos combustíveis temos uma infinidade de impostos e taxas administrativas em que o consumidor paga-lhes no final.

Acabei pegando alguns dados de um blog (MDig); como estamos pagando caro por isso:

800 ml de gasolina vendida pela Petrobrás R$ 0,80
200 ml de álcool misturado a gasolina R$ 0,20
CIDE - PIS/COFINS R$ 0,44
ICMS R$ 0,64
Lucro da distribuidora R$ 0,08
Frete R$ 0,02
Lucro do posto R$ 0,25
Valor do litro sem impostos R$ 1,39
Valor do litro com impostos R$ 2,47


Só como exemplo vamos supor que você gasta 100 litros de gasolina ao mês, os valores ficariam então divididos da seguinte forma:

"Próprio otário" do automóvel (nós) R$ 247,00 (pagamento)
"Próprio otário" do caminhão (transportadora) R$ 2,00
Proprietário do posto R$ 25,00
Cabide de emprego/Petrobrás R$ 104,00
Ladrões/Governo R$ 108,00

Entenderam agora porque o presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli descartou a possibilidade de redução a curto prazo do preço da gasolina e do diesel para o mercado interno? O preço do barril do petróleo no mercado externo está 1/3 do valor de 1 ano atrás, mas ele insiste em discursar sobre a estabilidade no mercado futuro.

O que adianta ter uma empresa de economia mista, que se auto intitula "empresa patrimônio do povo brasileiro" se ela beneficia a poucos? Seria uma ideia a privatização da Petrobrás. Se hoje ela gera bons lucros da forma que está sendo gerida, imaginem então na mão de pessoas capacitadas e competentes.

10 de jun de 2009

Vergonha Estampada



De uns tempos para cá, notei um aumento imenso de vandalismos e pichações na cidade de Curitiba. E o tipo de pichações lembra bastante o da cidade de São Paulo. E os vândalos sujam as construções em lugares inusitados e perigosos, como no topo de um prédio ou na parte de fora de uma ponte. Incrível como esses delinquentes desafiam suas vidas para deixarem suas ”marcas”.

Antigamente, as pichações eram estampadas sob forma de protestos políticos e xingamentos. É claro, qualquer tipo de vandalismo não tem justificativa alguma, mesmo sendo para protestar, mas notamos agora que picham por prazer ou simplesmente para mostrar a todo mundo sua “obra” em lugares onde ninguém jamais conseguiria alcançar.

O que leva os jovens a cometer tanto vandalismo? Será que não percebem que com esse tipo da atitude, só tende a piorar a imagem da cidade e do próprio país? E os custos para reparar os estragos?

Técnicos e cientistas de várias partes do mundo estão criando um produto semelhante ao teflon utilizado em panelas e frigideiras para inserir em tintas, criando uma espécie de barreira contra pichações. A técnica consiste em remover as tintas dos sprays da mesma forma do teflon das frigideiras. Outra técnica em desenvolvimento seria a de um produto que utiliza a mesma forma das folhas das plantas. Quando cai uma chuva, a própria água da chuva remove a sujeira contida nas folhas das plantas.

Mas, convenhamos, nenhum produto de última geração vai resolver o problema. É como colocar mais policiais num local dominado pela violência e bandidagem. Só vai tapar o buraco, mas não vai solucionar.
Segundo o artista plástico Celso Gitahy, “A pichação é um reflexo da insatisfação com uma sociedade que produz ilusões o tempo todo: a ilusão do bem-estar, do poder e do glamour. Isso não preenche o vazio existencial das pessoas, pelo contrário”. Em resumo, uma sociedade sem educação e respeito, traz todos os problemas cotidianos de uma realidade difícil e sofrível.

8 de jun de 2009

Paradinha no Pênalti

Desde que foi liberada a questão da paradinha do cobrador bater o pênalti, muitos goleiros têm reclamado contra tal atitude. E não é por menos, o jogador finge bater a bola na hora do chute e de repente dá uma parada brusca, fazendo o goleiro pular de um lado, deixando o outro aberto e em seguida, o cobrador somente coloca a bola no canto oposto do goleiro.

O que se tem notado também, é que muitos jogadores estão abusando dessa tática e muitos goleiros têm notado isso e ficam parados no primeiro momento, fazendo com que os cobradores fiquem sem muita atividade na segunda oportunidade. Daqui a pouco, os jogadores vão ficar fazendo a bicicleta do Robinho durante os pênaltis.

Eu acho que essa paradinha nem deveria ter existido e merecia ser banida. A cobrança, além de meio anti-ética, é deselegante, tanto para o jogador como para o goleiro. A arbitragem liberou a paradinha, por causa que muitos goleiros se antecipavam na hora da cobrança. Ora, se o goleiro se antecipar, cabe o juiz anular o pênalti e mandar cobrar novamente. É isso que tem de ser feito.

Minha pergunta para quem entende de futebol: Essa paradinha vale só no Brasil ou vale também no mundo inteiro?

6 de jun de 2009

O Exterminador do Futuro: A Salvação (OEdF:AS)

Chegou às telas, o quarto filme da Saga “Terminator”, dessa vez sem a participação do principal protagonista Arnold Schwarzenegger. Agora o quarto episódio se passa integralmente no ano de 2018 com John O´Connor (Christian Bale – Batman) liderando o exército da Resistência contra o Cérebro das Máquinas, a Skynet. Bom, a história é conhecidíssima de todos, então não vale a pena descrevê-la.

A exemplo de "Terminator 2" e "Terminator 3", “OEdF:AS” também esbanja em recursos gráficos e efeitos especiais, ainda mais que a história inteira se passa no futuro; o grande ponto positivo do filme. Porém, como a história já é manjada por todos, o fator surpresa peca muito, sendo a trama muito previsível. E para quem não acompanhou a história da saga, pelo menos tem de ter visto "Terminator" 1 e 2 para entender bem. Aparecem alguns elementos de "Terminator 3", mas o fato é irrelevante. Parece que Christian Bale não estará somente neste filme, mas em toda a nova trilogia de filmes da saga. E Arnold Schwarzenegger, bem provavelmente aparecerá, mas de forma digitalizada. Por isso, vai ter continuação com "Terminator" 5, 6 , etc...

Na minha opinião, “OEdF:AS” ou “Terminator 4” superou muito seu antecessor, mas ficou aquém de "Terminator 2", no qual ainda é o melhor da saga. Para quem curte ficção e gosta de ir ao cinema, vale a pena dar uma conferida, devido aos efeitos sonoros surround que ficam bem evidentes na salinha escura. Nota? Na escala de 0 a 10, uns 6.

5 de jun de 2009

Game Nostalgia (II): Crossover Fighting Games


Talvez este post não chame muita atenção para quem não curte games e não seja fã de games de luta. Porém para quem curte, com certeza não pode deixar escapar um gênero de jogos de luta que revolucionou no mercado dos games: Os “Crossover Fighting Games”.

Após o tremendo sucesso de “Street Fighter” e “Mortal Kombat”, a Capcom, criadora de "Street Fighter”, criou jogos de luta com personagens de empresas diferentes se gladiando. Um dos sucessos foi com o game “X-Men vs Street Fighter”, em que os personagens dos mutantes da Marvel lutariam contra os personagens da Capcom. Uma luta entre Cyclops e Ryu era, naquela época, uma das grandes lutas do século. Imaginem uma luta entre Cyclops e Wolverine contra Ryu e Ken. E ainda marcou uma novidade de se poder lutar com dois jogadores ao mesmo tempo, intercalando entre um e outro numa luta.

Outro sucesso foi com “The King of Fighters 94”, da saudosa SNK. O jogo era três contra três e com crossover dos personagens de vários games da própria SNK, ou seja, os personagens de “Fatal Fury” contra os de “Art of Fighting”.

A partir daí, surgiram várias seqüências e até hoje têm vários games seguindo o mesmo estilo. Só para citar alguns: “Marvel vs Capcom1, 2”, “The King of Fighters 95, 96, 97, etc...” “Capcom vs SNK”, “Super Smash Bros”...

Até surgiram “Mugens” de crossover com vários personagens de inúmeros jogos de luta, criação de fãs e gamemaníacos, ou seja, não-oficiais. Talvez, sem essa inovação dos crossovers, os jogos de luta não sobreviveriam muito tempo.

Abertura de “Namco vs Capcom”. OBS: Música de Yuzo Koshiro



Abertura de “The King of Fighters Dream match 1999”