31 de jan de 2010

Nova Tomada de 3 Pinos

2010 é o ano onde a Conmetro irá realmente implantar a nova tomada de 3 pinos padronizada no Brasil inteiro. Segundo a Inmetro, essa mudança foi tomada para melhorar a segurança dos usuários de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos. O terceiro pino serve justamente para o aterramento do fio terra, oferecendo menos riscos de choques e panes.

As novas casas que estão surgindo não irão ter problemas com a nova tomada. O problema está nas construções antigas, onde muito provavelmente, ao longo do tempo, precisarão ser reinstaladas novas fiações elétricas para tais tomadas. Existem adaptadores para tomadas de 3 pinos para 2 pinos vendendo em lojas de construções.

Na minha opinião, não acredito que a mudança irá surtir efeitos construtivos realmente significativos no momento. E também muitas pessoas não irão refazer a fiação elétrica, bastando apenas utilizar tais adaptadores (apesar de aparentemente oferecer menos segurança). Na verdade, a tomada de 3 pinos já era utilizada em microcomputadores e notebooks, com formato diferente. Praticamente, o efeito é o mesmo da nova tomada. Então, para que mudar o formato? Elegância? Praticidade?

Bom, fato mesmo é que não será nada prático mudar a fiação das antigas construções, além do orçamento para instalação.

28 de jan de 2010

Que tal voltar no tempo?

Quem não viveu a época dos primeiros Windows lançados no mercado, talvez irão rir um pouco, mas para os saudosistas de plantão, remexer no simulador do Windows 3.1 talvez se sintam no passado marcante.

É uma volta ao tempo em que o Windows não tinha menu Iniciar e não tinha a função do botão direito do mouse. O famoso bloco de notas e o joguinho do campo minado, sobreviventes desde a primeira versão, estão lá. Porém, no simulador, não está disponível todo o menu do Win 3.1. Uma coisa estranha é que há links para o conteúdo do site, itens que, obviamente, não faziam parte do Windows 3.1, afinal, a internet não fazia ainda parte dos planos do primeiro windows.

Lançado em abril de 1992, o Windows 3.1 tinha arquitetura de 16 bits e rodava sobre o MS-DOS como se fosse um aplicativo. Seu gerenciador de memória estendida quebrou a barreira dos 640 KB que existia no DOS, permitindo o desenvolvimento de aplicativos mais complexos. Uma maravilha na época.

O Windows 3.1 ficou conhecido, ainda, por travar completamente em algumas situações. A tela azul da morte começou por aqui. E o jeito era usar o Ctrl+Alt+Del. É claro que isso não foi colocado no simulador.

Link do simulador: http://www.michaelv.org.nyud.net/

24 de jan de 2010

10 Profecias Tecnológicas "Failed"

Até Bill Gates tem seus erros épicos...



1. “O iPod nunca decolará”, Alan Sugar, em 2005.

2. “Nao é necessário ter um computador em cada casa”, Ken Olsen, fundador de Digital Equipment, em 1977.

3. “Os aspiradores impulsionados por energia nuclear serão uma realidade em dez anos”, Alex Lewyt, presidente da Lewyt- fábrica de aspiradores, em 1955.

4. “A TV não durará muito tempo porque as pessoas logo se cansarão de passar todas as noites olhando uma caixa de madeira”, Darryl Zanuck, produtor da 20th Century Fox, em 1946.

5. “Nunca fabricarão um avião maior que este”, um engenheiro da Boeing, deslumbrado ao ver o Boeing 247, com capacidade para 10 passageiros, em 1933.

6. “Estamos bem próximos do correio via foguete”, Arthur Summerfield, diretor geral de Serviço Postal, em 1959.

7. “Ninguém vai precisar mais que 640 Kb de memória em seu computador pessoal”, Bill Gates, em 1981.

8. “Os americanos precisam do telefone. Nós não. Nós temos mensageiros de sobra”, Sir William Preece, diretor do Post Office britânico, em 1878.

9. “O spam estará resolvido em dois anos”, Bill Gates, em 2004.

10. “Logo demonstrarão que os raios X sao uma fraude”, Lord Kelvin, presidente da Royal Society, em 1883.

22 de jan de 2010

A Tragédia do Álcool

Vale a pena refletir sobre o texto abaixo.

Por: Alan Schlup Sant’Anna (escritor, palestrante e consultor)

"Poucos são os que compreendem de modo claro a tragédia humana produzida pelo consumo de bebidas alcoólicas.
Em nosso país as carteiras de cigarro ostentam fotos de doentes terminais e frases como “fumar pode causar doenças do coração e derrame cerebral”.
Por outro lado e, de modo quase hipócrita, as garrafas de bebidas alcoólicas vêm acompanhadas de comentários como “aprecie com moderação”. Por que estas garrafas não trazem fotos de vítimas de acidentes causados por motoristas embriagados?
Ao contrário do que muitos acreditam, a tragédia do álcool se estende muito além dos cerca de 10 milhões de alcoólatras no Brasil.
Dos demais 180 milhões de brasileiros a maciça maioria bebe; alguns um pouco, outros bastante. Muitos não dependentes se embriagam com freqüência.
O álcool afeta de modo grave a autocrítica. Assim, sob efeito desta droga, perde-se grande parte da capacidade de discernimento e tomam-se decisões estúpidas como assassinar alguém, aceitar uma carona suspeita ou dirigir a 190 km/h dentro da cidade. Sim, sob efeito do álcool as pessoas fazem tudo isto e muito mais.
Qual é a minha proposta?
Mantenha distância do álcool, simplesmente não consuma bebida alcoólica nenhuma e isto inclui a cervejinha.
Radicalismo de minha parte, alguns dirão.
Mas eu vou dizer a você amigo, o que eu penso que é radical.
Radical é ver diariamente pessoas serem dilaceradas porque inconseqüentes se embriagaram antes de dirigir.
Radical é ver dois jovens de 20 e 26 anos, em minha cidade, terem suas vidas ceifadas em tão tenra idade por um motorista alcoolizado.
Radical é ver as vidas de quatro pessoas serem eliminadas na esquina da rua de meus pais por outro motorista que se recusou a fazer o teste do bafômetro.
Radical são 35.000 mortos por ano no trânsito brasileiro.
Metade destas pessoas foi morta pela vulgar cachaça, pelo “elegante” vinho ou pela “inocente” cervejinha consumidas pelo inconseqüente motorista.
Então meu amigo? Será a minha proposta de defesa da vida radical?
É inconcebível que se permita a venda de bebidas alcoólicas em postos de gasolina.
É inconcebível que em uma festa de escola sirva-se álcool aos professores.
Eu sempre pensei assim?
Não. Quando jovem consumi e presenteei pessoas com álcool. Mas percebo hoje a gravidade de meu erro.
A tragédia do álcool é profunda na vida de suas vítimas e extensa por envolver literalmente dezenas de milhares de pessoas anualmente. Esta tragédia não envolve apenas o trânsito, mas a violência nas ruas e nas casas, as doenças causadas pelo álcool e a redução de produtividade.
Sensibilizar as pessoas para a terrível ameaça, dor e destruição causada pelo álcool não é fácil. Em nosso país, como em quase todo o mundo, é cultural beber. As pessoas acham isto natural e até bonito.
A indústria de bebidas gera empregos, divisas e riquezas para o país, isto é inegável. Mas se vamos falar em economia, façamos as contas de quanto esta droga nos custa em destruição de veículos, tratamentos caríssimos para as dezenas de milhares de feridos, redução da força de trabalho pela morte de dezenas de milhares de pessoas em idade produtiva, redução de produtividade no trabalho, absenteísmo nas empresas porque o trabalhador estava de ressaca e um sem fim de outros prejuízos. Não é preciso ser economista ou gênio da matemática para concluir que o álcool nos custa muito caro.
Quanto aos empresários e pessoas envolvidas nesta indústria é preciso que compreendam que seu negócio mata pessoas diariamente. Vale à pena?
Sim, o vinho tinto em doses moderadas é bom para o coração, mas o exercício físico e o suco de uva também são.
É evidente que o álcool tem aspectos positivos, mas e daí, a guerra também tem. O importante a considerar é que o saldo é negativo, em ambos os casos.
Consumir álcool é quase tão estúpido quanto fazer guerra. Ambos matam e destroem.
E o que eu e você podemos fazer por um mundo mais consciente, mais sóbrio, mais seguro?
Comece pelo exemplo. Não beba!
Vamos compartilhar a vida de cara limpa, sóbrios e conscientes de nosso papel como agentes de um amanhã melhor."

ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL GAZETA DO POVO EM 06.01.2010

16 de jan de 2010

Zilda Arns: Uma Mulher Frente ao Seu Tempo


Zilda Arns foi e sempre será referência e exemplo para todo mundo.

Uma mulher que sempre dedicou seu tempo numa missão grandiosa, que foi reconhecida internacionalmente.

Foi uma enorme perda para o país, mas que será eternamente lembrada pela colheita que ela plantou. E temos enorme esperança de que o trabalho dela não só vai continuar, mas também se espalhará mais ainda pelo país e pelo mundo.

Minhas sinceras homenagens a esta grande personalidade, que estava muito a frente de seu tempo.

Zilda Arns (Wikipedia)

Pastoral da Criança


14 de jan de 2010

A Insignificância do Homem Perante a Natureza

O homem ainda insiste em desafiar a natureza, explorando-a praticamente sem limites. Matérias primas adquiridas para satisfazer o consumo frenético do homem, a cada ano que passa, mais e mais automóveis entopem cada cantinho disputado; indústrias e mais indústrias queimando nossas fontes de suprimentos como água e ar puro, lixos e mais lixos se acumulando em toda parte... E o planeta agonizando com a ignorância de todos nós.

Mal começamos 2010 e já presenciamos tragédias que só aumentam as estatísticas. As chuvas torrenciais que não acabam mais, trazendo desespero, dor e sofrimento. A tragédia de Angra dos Reis, no começo deste ano, já era premeditada: Ocupações irregulares em encostas, lixos se acumulando em terrenos e rios eram o cenário ideal para a tragédia. Adicionando o aquecimento global, causando várias alterações climáticas em todo território global, só poderia acontecer o fato, cedo ou tarde.

Outro exemplo é o inverno mais rigoroso dos últimos tempos no Hemisfério Norte e neve que não acaba mais, provocando acidentes nas ruas e pane nos transportes coletivos, além de óbitos.

Além das tragédias torrenciais como o de Angra dos Reis, o do São Luiz do Paraitinga e de Agudos, agora presenciamos mais uma vez, um terremoto (no Haiti) de proporções catastróficas. Muita gente acha que os terremotos são fatalidades que o homem nada tem a ver, mas eu penso o contrário. O homem pode contribuir sim para que os terremotos aconteçam com mais freqüência. E além disso, as ocupações irregulares e moradias fora dos padrões de segurança internacional podem contribuir para uma tragédia maior. O que mata não é o terremoto em si, mas as construções, principalmente quando não suportam tamanha força da natureza. E o sofrimento não é somente durante o terremoto e sim nos dias seguintes. Como um povo, que não têm estrutura e educação para lidar com tais emergências, vai sobreviver a um mar de caos imposta? Moradias destruídas, falta de comida e água, etc... Quem sobrevive, terá mais uma difícil etapa na luta de sua sobrevivência, além do emocional estar muito abalado. O terremoto de Haiti tinha o equivalente a 35 bombas atômicas de Hiroshima. O que um terremoto desses não causa tamanho estrago nos simples e miseráveis homens...

Nunca a 3ª. Lei de Newton foi tão verdadeira como nos dias de hoje. O que o homem age, a natureza reage.

O homem nunca vai vencer a força da natureza, mas poderia amenizar seu sofrimento se, para começar, estivesse ciente do estrago por interesses próprios, sem medir as conseqüências ambientais, principalmente. As chuvas atuais são um grande aviso ao homem de que o planeta está correndo um sério risco de “mutação”, se é que não está sofrendo agora.
Nossos pensamentos são os poderes que ingressam o rumo do planeta e através deles, criamos atitudes. E atitudes positivas geram hábitos corretos. E é por isso que escrevo novamente:
Nossa capacidade de fazer o mundo trabalhar para nós depende muito de nossa capacidade de trabalhar para o mundo…

OBS: Para quem tiver curiosidade, um link não-oficial com as estatísticas de terremotos nos últimos anos. [link]

10 de jan de 2010

Game Nostalgia (VIII): One Must Fall 2097

Faz tempo que não postava algo sobre games nostálgicos. E nesses dias, quando estava zapeando na Internet, me deparei com um game que já tinha me esquecido, mas tinha me marcado na época. Bem provável que muitos de vocês não conheceram este game. One Must Fall 2097 fora criado em 1994 para PC, época do auge dos games de luta 2D a la "Street Fighter" e "Mortal Kombat". Por isso mesmo, era um game de luta (óbvio, rs).

Apesar de um tema ser meio "GUNDAM" com lutas de robôs gigantes, OMF2097 tem mais a ver com estilo de "Street Fighter II" e os robôs não parecem ser enormes e sim, do tamanho de humanos. O gráficos, para a época, era razoável e o som era muito bom (destaque para o tema de abertura).

Mesmo que não tenha sido popular, OMF2097 foi uma novidade para o PC. E pra mim, foi uma ponte para me "fissurar" em fighting games naquela época. Pena que o Joystick que eu tinha era muito duro, e para soltar um "Hadouken" era uma dureza... O jeito era mesmo jogar com o teclado...

7 de jan de 2010

Que tal encarar este emprego?

Após a inauguração do prédio mais alto do mundo, funcionários que fazem a limpeza das janelas registraram em vídeo o panorama no topo do edifício. Detalhe: o prédio possui 828 metros de altura.

Parece a paisagem do Google Earth de Dubai ao vivo.

E também, acho que é tentador gritar no alto do prédio: "I am king of the world!!!"

Não é recomendado trabalhar quem sofre de vertigens...(não me diga!)

3 de jan de 2010

2010年、あけましておめでとう!

Que 2010 seja um ano de muitas conquistas e de muita prosperidade.

E vamos continuar nossos rumos!