7 de dez de 2016

Animê: One Punch Man


Esse, com certeza, vai entrar na galeria dos "clássicos shounens" da história dos animês. Quem iria imaginar que mesmo tendo Goku, Hulk e Superman juntos não seriam capazes de derrotar o "incrível cara de tacho" Saitama...


Bom, para começar, One Punch Man tem esse nome por motivos óbvios: o protagonista chamado Saitama consegue resolver quaisquer paradas apenas com um soco. habitado em uma "Terra" devastada por desastres e monstros alienígenas, nosso herói tenta a qualquer modo, ser o herói do planeta, mas os créditos sempre são levados por outros "heróis" da estória. Mas o carisma de Saitama está bem aí, não sendo reconhecido como herói pelas pessoas e sempre lutando com aquela cara de entediado.

As estórias de One Punch Man são meio malucas, com vários inimigos surgindo do nada e as cidades sempre sendo destruídas pelos mesmos, mas tudo isso passa batido por Saitama e seu "soquinho" simples de se resolver as coisas. Dá até impressão que a vida fica mais fácil com as lutas dele, hahaha. Esse talvez seja o ponto fraco de OPM: histórias meio clichês sem muita ligação entre os episódios, (tirando os três últimos), e enredo não muito inovador; mas com ação frenética e de prender bem o expectador, OPM é mais que garantido. Recomendado para quem curte um bom shounen e não ligue para violência das retalhações dos inimigos nas lutas.









2 comentários:

  1. A abertura é uma das melhores coisas de opm.
    Os ultimos eps e as lutas com Genos e os Subterrâneos foram empolgantes. Só foi muito curto e como você disse, a história é muito maluca, sem pé nem cabeça. Fica difícil se identificar assim. Não há chance pra empatia com os personagens porque a unica coisa na mente deles é lutar.
    Legal, mas só dentro do gênero shounen puro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o forte do animê está nas lutas frenéticas, mas criar empatia pelos personagens fica realmente difícil por causa da estória de violência e luta.

      Quem curte shounen puro, OPM é mais que obrigatório.

      Excluir