15 de fev de 2010

Carnaval da Porcaria

Escolas de samba jogam restos do carnaval ao redor do sambódromo, após os desfiles carnavalescos. Parece que o samba-enredo sobre conscientização ao meio-ambiente ficou só nos desfiles. Partes das alegorias dos carros das Escolas de samba do grupo especial que desfilaram estão abandonadas nas ruas no entorno do sambódromo e algumas foram jogadas nos rios.

No Rio de Janeiro, 62 toneladas de lixo foram recolhidas no sambódromo e aos redores só no primeiro dia de desfiles. Caminhões com jatos de água despejaram 35 mil litros de água para limpar o Sambódromo e deixar o local limpo para a segunda noite de desfiles. E com certeza, mais água para o dia seguinte e mais toneladas de lixo para recolher.

Depois dos desfiles, as pessoas simplesmente jogam as fantasias e as máscaras nas ruas, como se fosse lixo imprestável. Eu acho que deveria ter multa para as escolas de samba que permitem tais passistas a fazerem esse tipo de estupidez. Cadê as campanhas de reciclagem que as escolas de samba mostraram nas reportagens?

Mais um motivo para não apreciar o carnaval brasileiro.

5 comentários:

  1. Prezado Elton, a Geisy Arruda, que no Rio desfilou pela Porto da Pedra, passou mal por excesso de roupa, ou seja, o calor acabou afetando a saúde dela! Ao contrário do que imaginávamos; ela desfilar com pouca roupa! Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Olha só o monstro do lago ness ali na foto. tsc tsc tsc. Deviam deixar de limpar e recolher o lixo, como castigo, pras pessoas terem que lidar com ele e ver como é absurdo.

    ResponderExcluir
  3. Que coisa hein... não tinha pensado por esse lado. Eu acho que deveria ser descontado na nota esse tipo de postura. Aí eu ia querer ver alguma escola de samba fazer essas porcarias...

    ResponderExcluir
  4. Podiam pelo menos mostrar na TV essa porcariada.

    ResponderExcluir
  5. Se pelo menos houvesse uma fiscalização rigorosa, talvez não houvesse tantos desleixos. Mas, enfim, sem educação, sem progresso.

    ResponderExcluir