9 de mai de 2011

Educação: o Único Meio para o Progresso de uma Nação

Essa semana, vi uma reportagem na Globo sobre as péssimas condições de higiene e armazenamento dos alimentos para as merendas escolares em todo o Brasil. É aquela mesma história: Negligência na fiscalização dos alimentos, falta de limpeza nas cozinhas, produtos vencidos sendo oferecidos às crianças, desvio de verbas, etc...

Vídeo: Qualidade da Merenda Escolar no Brasil

Até quando o Brasil irá conviver com mais esses descasos à sociedade? Será que basta apenas tentar caçar os responsáveis e puni-los? O que a gente vê é um festival de culpar sempre o outro: "Não é da minha responsabilidade, fale com o fornecedor", diz o funcionário. "Com certeza, tem que ver com a administração da escola", diz o fornecedor. "A gente está fazendo tudo certo. O responsável é na fiscalização da prefeitura", dizem os diretores. Ou seja, "Eu não sou o culpado. Fale com o Fulano".


Enquanto todos discutem, a sociedade vai sofrendo com os erros consequentes da falta de ética e comprometimento da cidadania. Brasileiro tem uma cultura de querer sempre jogar a responsabilidade nos outros, tentando se isentar de qualquer culpa. Ao mesmo tempo, tais responsáveis faltam com a ética e o bom senso, levando sempre em mente, seus interesses pessoais.

Está mais que provado que a única maneira de cortar o mal pela raiz de uma nação é na iniciativa em se investir cada vez mais na educação. A criança sem educação e sem ética, será o adulto negligente, ignorante e corrupto de amanhã. Como é que o Brasil quer tentar ingressar como uma das maiores economias do mundo, se seu ranking na educação é um dos mais baixos? (perdemos para Argentina, Uruguai, Peru e Paraguai, por exemplo). Em 2010, o Brasil perdeu 12 posições no índice de educação feito pela Unesco, o braço da ONU (Organização das Nações Unidas) para a educação e a cultura. A queda, do 76º para o 88º lugar entre 128 países, ocorreu principalmente em razão da piora no índice de crianças que chegam até a quarta série.

Os primeiros lugares ficaram com Noruega, Japão e Alemanha. Os últimos, com Etiópia, Mali e Niger, todos no continente africano. O Brasil só não é pior entre a maioria dos países africanos. Falando em Japão, deixo abaixo, uma reportagem do Bom Dia Brasil, mostrando como é o sistema educacional das escolas japonesas na hora da merenda escolar. Exemplo que mostra que a cidadania desde pequeno é que faz o progresso de uma nação.

Vídeo: Educação na Merenda Escolar no Japão

3 comentários:

  1. Acho que é um problema mundial isso aqui: "querer sempre jogar a responsabilidade nos outros, tentando se isentar de qualquer culpa".

    É isso mesmo, enquanto a gente não se preocupar com a educação das nossas crianças, essa coisa toda não vai pra frente.

    bejus!

    ResponderExcluir
  2. É muita petulância do governo brasileiro achar que o Brasil será uma das maiores potências mundiais se no ranking da educação, está entre os piores do mundo.

    ResponderExcluir
  3. Essas notícias chegam a ser revoltantes né Ocho. Cheguei a ver essa matéria na Globo. Ninguém se responsabiliza por nada, só jogando a culpa nos outros. Lamentável.

    ResponderExcluir