7 de abr de 2013

Japão: Kōbe


Começarei a postar algo sobre minha estadia no Japão e mostrar alguns lugares interessantes que passei por lá. O Japão é um país que me marcou muito na minha vida. Conhecê-lo foi mais do que uma honra, uma paixão que não imaginava antes de eu ingressar na vida nipônica. Com certeza, estarei indo novamente para lá um dia.


Abrindo a seção, escrevo aqui sobre a cidade de Kobe: a primeira do arquipélago que conheci (tirando a rápida passagem em Narita, que foi a cidade onde desembarquei). Isso foi há certos anos atrás.  Kobe é a capital da província de Hyogo, logo a oeste de Osaka, na parte oeste do Japão, região de Kansai. A cidade de Kobe abriga um grande porto, no qual foi o ponto de partida do eterno navio "Kasatomaru". É o navio que levou os primeiros imigrantes japoneses ao Brasil há mais de 100 anos atrás. O porto de Kobe é a principal atração turística da cidade, onde há também uma torre vermelha mirante por onde o turista pode desfrutar da paisagem da cidade.


Caminhar pelo porto é muito agradável, pois além da paisagem, também há muitos restaurantes de diversos países para o turista desfrutar. Esse local chama-se Harborland. E claro, não podia deixar de ter também um restaurante brasileiro com churrasco e vendendo cervejas brasileiras como a Brahma e o guaraná Antarctica. Visitar Harborland à noite é muito mais linda.

Porto de Kobe à Noite


Harborland
Hotel Kobe Meriken

Restaurante Brasileiro em Harborland

Ok. Não faz parte da cidade, mas em Kobe foi onde tomei o primeiro guaraná antarctica importado 

O principal bairro da cidade é Sannomiya, fica no centro da cidade. É o centro comercial e o centro da badalação da cidade, com uma arquitetura típica das grandes cidades japonesas.

Distrito de Sannomiya

E em dezembro e em janeiro de cada ano, a cidade se enfeita com muitas luzes em forma de portais. Mas não é em homenagem ao Natal e sim, às vítimas do grande terremoto que arrasou a cidade em janeiro de 1995. Naquela ocasião, morreram aproximadamente 6.000 pessoas. O evento luminoso é conhecido como "Kobe Luminarie". É lindo, mas triste ao mesmo tempo.



Museu do Terremoto de Kobe

Prédio da JICA em Kobe

Evento Oficial em Comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa no Brasil

Para quem for visitar o oeste do Japão, a cidade de Kobe é mais do que recomendada, principalmente aos brasileiros, pois lá também tem um museu da imigração japonesa ao Brasil, mostrando em fotos e utensílios, toda a saga dos primeiros imigrantes japoneses.

11 comentários:

  1. Ebaa! Nova série de posts.

    Seria legal avisar os visitantes que as fotos foram tiradas por você. Assim fica mais interessante olhar. :)~

    O que me veio à cabeça quando vi o museu do terremoto foi: "Ele é todo feito de vidro?!".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tirei as seguintes totos: 2a, 4a, 5a, 6a, 10a, 11a, 12a, 13a e a 14a fotos.

      A parte de vidro do museu é apenas a parte externa. Ela é uma construção normal por dentro, mas muito bem acabada.

      Excluir
    2. Ah, a região de Sannomiya foi a primeira região que tive contato com as lojas otakus, com figures, mangás, animês, camisteas, etc... a loja chama-se Gamers com o símbolo da Dejiko. :)

      Excluir
    3. Ahh! A Gamers! Eu conheci pelo animê DiGiCharat trocentos anos atrás. Essa loja é lendária na minha cabeça. Bom saber que ela é merecedora.

      Excluir
  2. Muito legal vc fazer posts sobre o Nihon. Kobe parece ser bem interessante. O guaraná tem em todo lugar. Já a Coca-cola não sei se foi só eu, mas achei um pouco diferente daqui. Acho q a coca de lá é mais fraca não sei. E a roda gigante...tem uma igual em Yokohama perto do Hard Rock Café de lá...da próxima vez eu ando...acho q o Japão é um país incrível e q tem mtos lugares pra vc ir...as opções são infinitas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei normal a coca-cola de lá, mas meu paladar não é muita referência, eu acho, rsrs.

      Roda gigante tem em qualquer lugar no Japão. Se tiver algum parque, porto ou simplesmente alguma bela paisagem para se mostrar, os japoneses aproveitam e incrementam as rodas gigantes. Eles são inteligentes também nesse quesito.

      Excluir
  3. Uiaaaa, gostei da série. Vou acompanhar todos os posts do Japão. Realmente é um país lindo e incrível. Quero voltar lá um dia e conhecer mais lugares!
    Eu não cheguei a conhecer nada de brasileiro por lá...
    Se vc tiver oportunidade um dia de conhecer Okinawa, acho que vai curtir bastante! :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Okinawa é o único lugar que não passei no Japão... na minha próxima viagem não vou deixar escapar.

      Excluir
  4. legal as fotos, nunca estive lá mas passei perto, em Osaka.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Osaka eu fui também, mas quero ver se tenho fotos de lá, eu tenho as do Universal Studios.

      Excluir
  5. Adorei a ideia Ocho! Já fiquei curiosa pra ver mais fotos. Sempre tive vontade de conhecer o Japão. Que sabe um dia...

    ResponderExcluir