7 de fev de 2019

Game: Strider (PS3/ PS4/ X-Box 360/ X-Box One/ Steam)


Se você já conhecia o clássico Strider, lançado originalmente para arcades e videogames como para o Mega Drive, um remake fora lançado em meados de 2014 e praticamente, é um novo game com ambientação mais dark, e cenários lindíssimos com uma ótima fluidez no gameplay.


A estória é praticamente uma continuação do clássico lançado no final dos anos 80, que não vou entrar em detalhes aqui. O personagem é o famoso Strider Hiryu que é daqueles ninjas com extrema habilidade de saltar duplamente e agilidade superior em manejar seu sabre especial, que nessa versão, conta com variância de poderes (fogo, gelo, etc...) onde cada poder é necessário em várias situações, inclusivamente para desbloquear passagens que exige atacar com determinado tipo de poder. Hiryu conta também com vários tipos de ajuda como uma "águia de fogo", seu cão cyborg e vários robozinhos que podem ajudar a destruir inimigos quase inalcançáveis.


Ao contrário do seu jogo original, nesse novo remake, possui "saves states" para o jogador quiser voltar a jogar daonde parou, pois o jogo é bem longo, misturando ação com estratégia e uma pitada de RPG com direito a níveis do jogador e das armas. O jogo é bem desafiador ao longo do jogo e o jogador precisa achar praticamente todos os power ups escondidos no game para dar prosseguimento a desafiar inimigos mais fortes ao longo da jogatina. O jogo não é linear e você pode ir e voltar nas fases, com exceção da última fase, onde você não pode mais voltar nas fases anteriores, por isso, antes de enfrentar a última fase e consequentemente o chefão final, precisa pegar pelo menos uns 80% de power ups disponíveis se quiser zerar o jogo. Graficamente, o game é lindo com cenários bastante detalhados combinando bem com o futuro cibernético sombrio. Sua jogabilidade é ótima, com novas opções de armamentos e habilidades em relação ao game original. O som e a trilha sonora também não deixam a desejar, mostrando competência e sincronia das músicas com os cenários e batalhas.


A Capcom, apesar de ser a dona da franquia Strider, quem desenvolveu mesmo foi uma produtora chamada Double Helix Games, em parceria com a Capcom de Osaka. Esse remake logo logo vai virar um grande clássico entrando no hall dos clássicos dos videogames. Vale a pena conhecê-lo.




2 comentários:

  1. Achei q vc não ia zerar esse. Tava empacado...
    Então é bom a ponto de ser chamado de clássico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não consegui zerar. Empaquei no última fase. Clássico ainda não é, mas eu acredito que possa ser daqui a vários anos.

      Excluir