17 de mar de 2009

Energia Verde


Com a escassez do petróleo e a preocupação em preservar o meio-ambiente, muitos países estão investindo pesado em fontes alternativas de energia, de modo a ser inesgotável e a preservar a natureza. Bom todo mundo sabe disso.

Posso dizer, sem dúvida alguma que o investimento da "Energia Verde" é uma das novas fontes de economia crescente. As energias renováveis movimentam um mercado bilionário e ao mesmo tempo, ajudam a "limpar" o planeta. A gente ouve várias histórias de empresários investindo fortunas em pesquisas de fontes de energias alternativas. Apesar de serem investimentos caros, para a situação atual, o retorno será grandioso, no sentido financeiro como no sentido ecológico.

A China, por exemplo, tem incentivado pesquisas e investimentos para construções de painéis solares em grande escala, justamente num país em que ainda o carvão é o combustível mais utilizado e é o mais poluente que existe.

No Japão, muitas casas têm painéis solares instalados, com incentivo do governo japonês, mudando a paisagem dos telhados, porém aproveitando melhor a energia proveniente do Sol, sem comprometer o meio-ambiente, apesar que o Japão também é dependente de energia das usinas térmicas,... ainda.

O Reino Unido também segue a onda da Energia Verde, investindo bilhões de dólares em turbinas de vento, para que aos poucos aposentem as usinas de carvão.

Os investimentos em energias alternativas, como a solar e a eólica estão as que mais crescem cada ano, aumentando, em média, 60%.

Países em desenvolvimento também estão na rota do verde, como Israel. O país quer se livrar da dependência do petróleo o quanto antes, subtituindo a parte da frota por carros elétricos.

O Brasil também está de olho na onda da barca, incluindo pesquisas que levem o fim da dependência do petróleo na fabricação da gasolina e óleo diesel. As hidrelétricas do país estão saturadas e causando alterações dos percursos fluviais e consequentemente, alterando a flora e fauna das regiões. O investimento em painéis solares no país ainda está em fase laboral, devido a alto custo de implementação, mas pesquisadores prevém que em meados de 2012 e 2013, já poderia se considerar um fato em várias casas e prédios ao redor do país, livrando assim, a dependência das usinas hidrelétricas. É esperar para ver.

7 comentários:

  1. Que bom que finalmente a moda verde pegou, né? Será ótimo respirar um ar mais puro.

    Eu tenho interesse em reutilização de água e aquecimento solar. Para trocar o chuveiro elétrico estive pesquisando em boilers e parece ser uma boa pedida. Só não sei se o negócio já está aplicável tendo em vista os preços de implementação.

    ResponderExcluir
  2. A implementação ainda não está acessível a todas as classes, mas se o governo de cada país der incentivos à pesquisa e implementação da energia verde, com certeza teríamos acesso a uma gama maior da população, o que já é realidade em muitos países.

    ResponderExcluir
  3. É verdade... li que a gente está bem atrasado nessas coisas. A China investe em desenvolvimento de células aquecedoras solares de baixo custo e a gente está pensando em importar modelos antigos xP~
    O boiler que citei custa uma fortuna e isolamento térmico das casas não fazem parte da nossa cultura.

    Quem foi que contou aquela história do professor russo que veio dar aula em Curitiba e falou que nunca tinha passado tanto frio na vida dele? É que lá eles tinham calefação xD~

    ResponderExcluir
  4. Tem uma maneira bem ingênua, porém eficaz, de se reaproveitar parte do calor da água do banho. É uma serpentina disposta no chão do box, por onde passa a água que vai para o chuveiro. A água usada, antes de ir para o ralo, pré-aquece a água anterior ainda fria.

    Já ouvi falar de algumas implementações práticas disso, mas não lembro direito onde.

    ResponderExcluir
  5. Caramba, isso que é aproveitar tudo. Nunca tinha ouvido dessa serpentina. Uma que achei legal é uma mini turbina no encanamento que converte o fluxo da água que chega em energia para uma bateria, etc.

    ResponderExcluir
  6. Também nunca tinha ouvido da serpentina no chão. Essa água aquecida que vai pro ralo seria aproveitada para onde?

    Essa mini-turbina utiliza a mesma tecnologia das usinas hidrelétricas?

    ResponderExcluir
  7. É, só que numa escala menor. Mais pra turbina Francis do que pra Pelton.

    ResponderExcluir