17 de jun de 2009

Alta da Gasolina no Brasil em Época de Baixa do Petróleo no Mundo


Todos nós sabemos que o preço do barril do petróleo tem despencado nesses últimos tempos, boa parte da culpa devido à crise econômica mundial.

Só para se ter uma ideia, no Japão, até em meados de 2008, antes do estouro da crise econômica, o preço da gasolina tinha tido uma alta de preço, em torno de 3,70 reais por litro. Com a procura de petróleo em baixa pelas indústrias após o estouro da bolha econômica mundial em setembro de 2008, seu preço caiu gradativamente até chegar a uns 1,97 reais por litro nos postos de gasolina do Japão. Atualmente está em torno de uns 2,10 reais por litro.

Já aqui no Brasil, o preço da gasolina não abaixa, não seguindo a tendência do Japão e do resto do mundo. Por quê?

Para se ter uma ideia, boa parte dos preços de todos os produtos vendidos no Brasil está inserida as taxas de impostos, e nos combustíveis temos uma infinidade de impostos e taxas administrativas em que o consumidor paga-lhes no final.

Acabei pegando alguns dados de um blog (MDig); como estamos pagando caro por isso:

800 ml de gasolina vendida pela Petrobrás R$ 0,80
200 ml de álcool misturado a gasolina R$ 0,20
CIDE - PIS/COFINS R$ 0,44
ICMS R$ 0,64
Lucro da distribuidora R$ 0,08
Frete R$ 0,02
Lucro do posto R$ 0,25
Valor do litro sem impostos R$ 1,39
Valor do litro com impostos R$ 2,47


Só como exemplo vamos supor que você gasta 100 litros de gasolina ao mês, os valores ficariam então divididos da seguinte forma:

"Próprio otário" do automóvel (nós) R$ 247,00 (pagamento)
"Próprio otário" do caminhão (transportadora) R$ 2,00
Proprietário do posto R$ 25,00
Cabide de emprego/Petrobrás R$ 104,00
Ladrões/Governo R$ 108,00

Entenderam agora porque o presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli descartou a possibilidade de redução a curto prazo do preço da gasolina e do diesel para o mercado interno? O preço do barril do petróleo no mercado externo está 1/3 do valor de 1 ano atrás, mas ele insiste em discursar sobre a estabilidade no mercado futuro.

O que adianta ter uma empresa de economia mista, que se auto intitula "empresa patrimônio do povo brasileiro" se ela beneficia a poucos? Seria uma ideia a privatização da Petrobrás. Se hoje ela gera bons lucros da forma que está sendo gerida, imaginem então na mão de pessoas capacitadas e competentes.

5 comentários:

  1. Só estou esperando os carros elétricos.

    ResponderExcluir
  2. Eu realmente não entendo muito bem!

    A Beta saberia explicar melhor. :)

    Por exemplo, na Venezuela é ridiculamente barata a gasolina. No entanto, em termos de administração pública, a Venezuela é um dos piores países do mundo. Então, não sei se é bom a gasolina ser tão baratinha.

    Um problema óbvio que vi lá era de que as pessoas só tinham aqueles "banheirões" que bebem gasolina loucamente e não faziam a menor questão de carros econômicos. Afinal, se não dói no bolso, para quê pensar no assunto, né? hahahahahah

    Outra coisa que ficava evidente era a quantidade absurda de carros. Caracas vivia engarrafada em determinados trechos.

    ResponderExcluir
  3. Kodi: O pior é que já existe tecnologia o suficiente para a produção em massa de carros eléricos, mas alguns fatores impedem de comercialização em massa, como a utilização de lítio em abundância para produzir as baterias... e a burocracia/máfia das refinadoras/distribuidoras de combustíveis que não vão arredar de seus lucros.

    Moriah: Temos realmente o problema de que se fosse barato demais, o consumo seria desenfreado e causa um impacto ecológico/econômico muito forte, principalmente o ecológico! A Beta trabalha no ramo?

    ResponderExcluir
  4. Ocho, a Beta é do ramo, sim.

    Apesar do trecho final, gostei do post.

    ResponderExcluir
  5. Bom, é apenas uma ideia a privatização, não que seja a melhor alternativa. Como sou leigo do ramo, não posso dar muitas explicações.

    Mas fiquei revoltado com o preço da gasolina, que, além de não abaixar, acaba até aumentando. Muitos postos estão cobrando 2,59 reais o litro!!!!

    ResponderExcluir