11 de nov de 2011

Doutrina Espírita: A Terra em Transformação

Texto adaptado da Reportagem de Vanuza Borges, TNOnline.

A transformação e a mudança de uma era, uma época em que a violência, a guerra, a escravidão, a fome, a miséria e outras injustiças sociais poderão ser bem menos intensas. Segundo alguns estudos, indícios da proximidade desses dias de paz maior poderão ser vislumbrados com mais facilidade em meados de 2050. Seria a época para o início da fase de “Regeneração” da Terra, que vem passando por um período de transição.


A Terra já foi um “Mundo Primitivo” e hoje vive o estágio de “Provas e Expiações”. A conquista dos direitos sociais é apontada como um exemplo deste novo panorama. Durante o regime escravista brasileiro (1530-1888), quantas pessoas questionavam as condições dos negros? Poucas. Hoje, quantas questionam o apedrejamento da iraniana Sakineh Ashtiani? Milhares. Isso seria uma amostra da preocupação das pessoas em favor do bem-estar do ser humano.

A emancipação política da mulher é outro sinal da evolução humana. No Brasil, a classe feminina conquistou o direito ao voto em 24 de fevereiro de 1932. Depois de 78 anos temos uma mulher no poder. A criação da Organização das Nações Unidas (ONU), o julgamento de crimes de guerra são outros exemplos de mudanças. O mal ainda dá mais ibope, mas não podemos negar que o bem existe e está avançando.

O próprio momento de mudança de governo no Egito é sinônimo de evolução. Os dias atuais não comportam mais as ditaduras nem um novo holocausto. Guerras ainda vão existir, violência na sociedade também, mas não podemos negar que existe uma evolução, lembrando que esse processo de evolução espiritual é vagaroso, quase imperceptível aos olhos.

A ideia de um novo porvir parece distante diante de tantos desastres naturais. Mas os fenômenos naturais são vistos justamente como grandes aceleradores do processo de evolução dos espíritos. Em 2004, um tsunami vitimou mais de 200 mil pessoas na Indonésia, Sri Lanka, entre outras ilhas do Oceano Índico. Em 2010, no Haiti, um terremoto também devastou o país. Na tragédia, 316 mil pessoas morreram. Essas catástrofes permitem adiantar o processo de reencarnação. Eles retornaram como seres mais evoluídos.


Conforme a doutrina espírita, esse processo de transição ocorre em virtude da leva de espíritos que começaram a encarnar na Terra a partir de 1970, como os “Provacionais”, trabalhadores da última hora descritos na parábola de Jesus. Na década seguinte, chegaram os “Índigos” - espíritos dotados de grande conhecimento intelectual e inato da espiritualidade, os quais carregam o desejo de mudança e modificação das estruturas que julgam ultrapassadas.

A partir de 1990, teriam encarnado os “Missionários”. Seriam espíritos extremamente superiores aos “Índigos”, dotados de grande caráter. A missão seria a de ensinar e dar o exemplo de nobres conceitos de vida nos mais diversos campos da existência humana. Esses espíritos possuem grande conhecimento, mas precisam de orientação, principalmente moral. Com acesso aos meios de comunicação, percebemos que têm mais informação, porém, a presença dos pais é indispensável. Os deslizes dos nossos adolescentes, em sua maioria, são causados pela ausência dos pais na vida dos filhos.

De acordo com o Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec, “há muitas moradas na casa do Pai”. No livro, os mundos são classificados da seguinte forma:

“Primitivos” - Destinados às primeiras encarnações humanas (Idade da Pedra);
“Provas e Expiações” (atual) - o mal ainda domina;
“Regeneração” (em meados de 2050) - o mal e o bem agem na mesma intensidade;
“Ditosos” - o bem é superior ao mal;
“Celestes” - o bem reina exclusivamente.

As encarnações só se realizam para aperfeiçoar o espírito. Nessas voltas, com provas e expiações, o mundo vai se aperfeiçoando. O grande número de apreensões de drogas e prisões por crimes violentos e corrupção, demonstra que o mundo está mudando. Há mais pessoas fazendo o bem do que o mal, mesmo que não pareça. Este é um exemplo que a polícia está mais atenta, prendendo aqueles espíritos que ainda não conseguiram entender a sua missão. A luta para o “bem estar do próximo” é diária. O aperfeiçoamento espiritual acontece através do amor.

É claro que esses estudos citados aqui são apenas pontos de vistas de muitos estudiosos e pesquisadores da Doutrina Espírita, mas que está longe de ser a tal “Verdade Absoluta” (que, por sinal, não existe), pois acima de tudo, o homem tem o seu LIVRE-ARBÍTRIO para mudar ou não da forma que cada um seguir. Assim, cada pessoa vai realizar a sua história, contribuindo com outras que vão fazer desta época, o que vier.

2 comentários:

  1. Nossa, que coincidência... Há poucos dias um amigo meu estava me explicando exatamente sobre isso... Esse lance de Provas e Expiações, Regeneração... Toda a evolução humana no sentido moral tem lógica... Mas pra mim chega a ser difícil de imaginar um mundo dominado exclusivamente pelo bem...
    E o que é essa leva de fãs do Restart, Justin Bieber e Neymar? Será que é uma evolução?
    Pensando bem a humanidade está ficando mais emo, mais meiga, né?

    ResponderExcluir
  2. Pra gente agora, um mundo exclusivamente dominado pelo bem até fica difícil mesmo de imaginar, mas não acho que seja algo totalmente impossível. O ser humano tem evoluído sim, mesmo a gente não percebendo isso. Aos trancos e barrancos, acho que a Terra tem sim tido uma transformação para melhor, mesmo que estejam ocorrendo esses fenômenos naturais como terremotos e enchentes.

    Agora não me pergunte se as mulheres de hoje estão preferindo algo como Restart e Justin Bieber... Gosto é gosto né? Mesmo que não esteja do nosso. hehehehe

    ResponderExcluir