13 de mar de 2013

Cidade do México - Parte 2 (Pirâmides e Museu de Antropologia)

Dando continuidade do post anterior, aqui mostro duas das principais atrações da Região da cidade do México. São visitas obrigatórias!


- Pirâmides e Sítio Arqueológico de Teotihuacan:


Sítio Arqueológico de Teotihuacan

Teotihuacan foi a maior cidade conhecida da época Pré-Colombiana na América, e algumas histórias diziam que eram discípulos dos Aztecas, porém, pelo atual estudo, os teotihuacanos não eram nem Aztecas, nem Mayas, apesar da influência arquitetônica deles. E eles não tiveram influência alguma em relação às pirâmides do Egito. A região de Teotihuacan fica a 50 km ao norte da Cidade do México.

Nesse sítio arqueológico, guarda muita história e cultura sobre um povo nômade, que preservavam rituais de sacrifícios em nome dos deuses, e o teotihuacanos dominavam mais a região norte do México. Durante o seu apogeu, seu povo influenciou muito povos vizinhos e inspirou outras culturas tendo ainda legado conhecimentos científicos e culturais às sociedades posteriores. Por esta razão, é frequente encontrar por todo o território mexicano rastros e evidências desta cultura.

Pátio dos Pilares

Inscrição da Ave Quetzalpapálotl


Dentro das ruínas de Teotihuacan temos o Pátio dos Pilares, ou Palácio de Quetzalpapálotl. Funcionava como  a residência da elite teotihuacana. O nome esquisito se dava como "borboleta preciosa" (quem jogou F.F.VIII, lembrava uma ave parecida, com certeza, influenciada por esta). Este palácio constitui um bom exemplo do que deveria ser a decoração da época.

Palácio dos Jaguares

Ao lado do Pátio dos Pilares, está o Palácio dos Jaguares, com insígnias jaguares com plumas tocando instrumentos de conchas com penas.

Pirâmide da Lua

Mais a oeste, vemos então, uma das principais atrações do sítio, a Pirâmide da Lua, com 50 metros de altura. Suas escadas são tão íngremes que as pernas ficam bambas quando se chega na parte de cima da pirâmide. E para descer, pior ainda...

Pirâmide do Sol

Vista do Topo

Mais alta que a pirâmide da Lua, a pirâmide do Sol possui 70 metros de altura e sua estrutura é a mais volumosa de todo o recinto. Apesar de ter mais degraus para subir, suas escadas não são tão íngremes quanto as da pirâmide da Lua. Entretanto, cansa do mesmo jeito, pois as escadas são irregulares. Mas vale a pena a escalada para, depois, relaxar e curtir a bela vista do alto com um som de um tipo de sino que um "monge(?)" fica tocando lá... Por isso, para fazer esse passeio, recomendo usar roupas e tênis leves, chapéu ou boné e protetor solar... e disposição para subir as pirâmides.

- Museu Nacional de Antropologia e História

Com certeza, um dos melhores museus que já visitei. Dá para entender a história da humanidade desde os tempos do "Homo Erectus" (antes do Sapiens), passando pela história do povo Azteca, Maya e outros da região. Há muita coisa para se ver, por isso, evite visitá-lo dependendo de guias turísticos, pois a visita irá consumir pelo menos umas 3 horas no interior do museu. É melhor ir por conta própria. O museu foi fundado em 1825 e mudou de endereço em 1964, modernizado, no bairro de Chapultepec, onde se situa atualmente. Uma curiosidade: a casa de Roberto Gómez Bolaños, criador do Chaves e do Chapolim, fica justamente nesse bairro de Chapultepec e o nome "Chapolim" deriva-se de um nome de um gafanhoto com antenas, e o nome Chapultepec significa "colina do gafanhoto".

Museu de Antropologia e História

Lucy

Fósseis e Objetos da Época

Deusa Chalchiuhtlicue (Deusa da Água)

Braseiro de Argila

Deus Tlaloc (Deus da Chuva)


Pedra do Sol (Calendário Azteca-Maya)

Pedra do Sacrifício

Maquete Azteca México-Tenochtitlán

Insígnia da Civilização Maya

Pintura Representando o Povo Maya

Museu Nacional de Antropologia

_____
Parte 3 em breve. ( A parte da comida ainda vai chegar. =P )

2 comentários:

  1. Cara, essa pirâmide so Sol parece ser muito legal de ver ao vivo. Eu ia querer subir lá munido de muito bloqueador, um sombreiro e água.
    As contruções das paredes tem cara de serem mais bem feitas do que as que a gente tem hoje.

    Esse museu de antropologia me lembra que eu queria ver o museu de zoologia da USP. Da vez que a gente foi no museu do Ipiranga passamos lá, mas estava fechado para reformas, lembra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pirâmide do Sol vale muito a pena subir. Se fosse para escolher uma delas, escolha a do Sol. Eu subi a da Lua primeiro e fiquei com as pernas um pouco bambas, mas mesmo assim, depois subi a do Sol sem problemas... não sem ficar cansado depois claro. rs.

      Pois é. A gente tem que voltar ao Museu do Ipiranga para verificar.

      Excluir