21 de mar de 2013

Vale a pena comprar em sites do exterior?


Bom, aí depende muito do tipo da compra que você vai fazer. Eu tive algumas experiências disso e digo que só vale a pena mesmo se você tiver muito a fim do produto e que esse produto não esteja disponível no Brasil. E ainda, se esse produto não for muito caro.


Eu, particularmente, tive sorte e azar com isso. Há um ano e meio atrás, eu comprei dois figures dos Estados Unidos no site deles (empresa japonesa, mas com sede nos Estados Unidos), um separado do outro em etapas diferentes. Na época, eu não achei esses figures no bairro da Liberdade e não fiquei caçando na internet sites brasileiros que vendiam tais figures. Aí fui direto na fonte que é o site dos Estados Unidos. Verifiquei a veracidade (claro, pois compras pela internet devem ser feitas com muita cautela) e gostei do site. Fechei as compras com cartão, já calculadas as taxas de envio. Em um mês, chegou o primeiro produto. O segundo chegou em dois meses, demorado, mas chegou. Ambos sem taxa de imposto da Receita Federal. Aí, resolvi comprar um terceiro figure no mesmo site. Neste último tive muita dor de cabeça, a começar com os Correios (do Brasil). Depois de ter acertado a compra, fiquei esperando meses e meses, e nada de informação nova no rastreamento. Resolvi mandar um email direto para eles nos Estados Unidos. Recebi uma resposta dizendo que o produto voltou para eles, pois algo deu errado nos Correios daqui. Resolvi "conversar" com eles por email para tentarem convencer a mandarem novamente para mim, pois eles estavam receosos de que o produto poderia voltar novamente a eles. Convenci e eles reenviaram para mim sem custo adicional de novo frete. Passou um mês e meio mais ou menos e recebi uma notificação do FedEx de que tinha que pagar uma taxa de imposto de 100% sobre o produto para poder retirá-lo. Final da história: para o terceiro produto, esperei quase meio ano para depois receber o produto ainda taxado pela Receita Federal. E meses depois, descubro que tais produtos já estavam disponíveis a venda na Liberdade com preço menor do que se fosse comprá-lo com taxas de navio mais o imposto da Receita. Ainda bem que esses figures não eram tão caros assim, se fosse comparar com um gadget (smartphone, tablet...) por exemplo.



Agora, uma burrice seria por exemplo, comprar um iPhone em sites do exterior. Além de ser um produto caro, certeza que vai ser taxado pela Receita Federal em 100% de imposto em cima do preço do produto e ainda não ter garantia da Apple nacional por ser um produto importado. Fora a longa espera do produto chegar (e se chegar).

E ainda tem o lance do frete do navio (ou avião que é mais caro). Se você não tem pressa em adquirir o produto, então não há problema em relação ao tempo. O problema maior estaria no preço do frete. Se o preço for mais de 50% em relação ao produto, eu acho que aí já teria que pensar muito antes de fechar o negócio.

Em resumo: comprar em sites de fora é arriscado por dois motivos principalmente: a "qualidade" dos Correios do Brasil e a "bendita" taxa de importação da Receita Federal.

A melhor alternativa: pedir para um amigo que vai para o exterior comprar tal produto. A chance da Receita Federal barrá-lo é bem menor do que pedir via encomenda. Ou então procure se esse produto já não está disponível no Brasil para venda. E não adianta comprar em sites brasileiros se o produto está fora do país, pois o risco é até maior ainda, porque muitos sites brasileiros são golpes e fazem o consumidor brasileiro ficar cada mais irritado para variar. Exemplo é o site golpista Neon Electro denunciado várias vezes por mídias como o Gizmodo e o TecMundo.

Todo cuidado é pouco para compras online.

PS: Depois o Governo reclama que o brasileiro contrabandeia muito. Também com esses preços "camaradas" no Brasil e essa rigidez da Receita...

12 comentários:

  1. Putz, e ainda tem essa da demora e problemas com a entrega. Se fosse só pelas tarifas eu já ia desanimar. Mais essa então...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desanimador ser consumidor brasileiro em geral.

      Excluir
  2. Eu nunca comprei em sites estrangeiros. É melhor pedir pra alguém que vai viajar pra trazer pra vc. Tinha um perfume importado que eu queria mto, e aqui estava um absurdo. Pedi pra minha irmã que está no Nihon mandar pra mim. Chegou direitinho, mas em compensação, em setembro ela mandou uma bolsa pra minha mãe de presente e a Receita Federal cobrou taxa de importação. Temos q aproveitar qdo vamos pra fora. Comprei uma máquina fotográfica da Canon e paguei a metade do preço. Infelizmente somos os campeões dos impostos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que comprar no eBay é seguro, mas eu não me arrisco se for algo muito caro. Acho que o melhor mesmo é ter algum conhecido que compre pra vc no lugar. E vc tem toda razão: o Brasil é o mais caro nos impostos do mundo.

      Excluir
    2. Gente, me avisem quando vocês forem para o exterior, tá. xDDD~

      Excluir
    3. Eu vou querer aquele figure da Fate caso você for para o Nihon, Ocho. xDDD~~~

      Excluir
    4. Se for figure, só no Nihon mesmo, hehe.

      Excluir
    5. Eu bem queria ir esse ano pra lá mas acho que não vai rolar...

      Excluir
  3. Nossa, eu até ia começar a pesquisar sobre isso pq eu queria alguns cosméticos que não tem no Brasil.
    Mas como não é algo que eu tenho pressa pra adquirir acho que vou esperar se um dia for pro exterior ou algum parente for...
    Brasil me desanima porque não tem nem um terço das opções de qualquer linha de produto ou equipamento que tem lá fora... -_-" É só modelo 1, modelo 2, cor 1 e cor 2 e só...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Dri...o jeito é ir pra NYC... :)

      Excluir
    2. Eu soube que o pior para ir nos EUA para compras não é Miami, pois como lá tem muito brasileiro comprando, os lojistas de Miami enfiam a faca nos preços, apesar de que ainda é mais barato que o no Brasil...

      Excluir
    3. Digo, É Miami, o pior lugar nos EUA.

      Excluir