3 de jun de 2017

Peru (Parte 3) - MachuPicchu



Enfim, MachuPicchu.


Dentro da região de Cusco, o primeiro trajeto é ir até a estação de Poroy, onde é o primeiro destino rumo às ruínas de MachuPicchu. Chegando lá, pegaremos um trem em direção à estação MachuPicchu, com duração de três horas e meia de viagem, numa velocidade de uns 50 km/h e uma paisagem deslumbrante entre montanhas, vales e rios da região. Dentro do trem, incluso café da manhã e lanche; e dependendo da classe, até bebidas mais requintadas e mordomias extras. Os vagões possuem janelas no teto para apreciar a paisagem por cima, olhando as montanhas numa vegetação típica e até neve nos picos.






Apesar da altitude de Cusco, dentro da cidade não neva, pois a localização fica praticamente na zona da linha do Equador. Chegando ao destino, a estação MachuPicchu, já desembarcamos na região de Águas Calientes (tem esse nome pois existem fontes termais na região onde o visitante pode se banhar nelas). Caminhando a pé, já conseguimos escolher os hotéis ou pousadas, inúmeros restaurantes típicos, lanchonetes, cafeterias e muitas lojas artesanais, além de um mercado artesanal e de vestuário típico ao lado da estação. Para aproveitar melhor o local, é recomendado ficar pelo menos uma noite para recompor as energias para um tour a pé ao redores e principalmente para visitar as ruínas de MachuPicchu. Caminhar por Águas Calientes lembra bastante vilarejos e paisagem europeia, aliando com morros bem ao lado das construções. Caminhar por aí é agradável, mas como é terreno íngreme, o visitante pode se cansar um pouco.










Para chegar ao topo de MachuPicchu, a melhor opção é pegar condução de ônibus, comprando tickets de ida e volta, pois a região é bastante úmida e chove constantemente. Ao chegar de ônibus, o visitante já pode iniciar a caminhada/subida pelos trechos, tomando cuidado ao subir certos degraus íngremes. O esforço compensa pela visão deslumbrante da arquitetura Inca no meio das montanhas altas, num verde incrível de se admirar. A visão lembra um pouco as montanhas sagradas da China, com vista do rio ao fundo embaixo. Seguem as fotos:













Com essa paisagem, na minha opinião, chegamos ao ponto mais marcante da viagem ao Peru, conhecendo uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno...

Parte 4 - Pratos Típicos

3 comentários:

  1. Ver por foto é o suficiente pra mim, tehhe.

    ResponderExcluir
  2. Gostei das fotos. Será que uma pessoa com físico capenga tipo eu conseguiria ir até as ruínas? hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver boa saúde, consegue numa boa.

      Excluir