10 de ago de 2017

Game: Clannad (Steam / XBox 360 / Playstation 2 / Nintendo DS / PSP)


Jogos estilo "visual novel" não é o forte no Ocidente, mas deixo uma breve análise do game "Clannad", que foi um sucesso relativo mesmo no Ocidente. No jogo, Clannad conta a estória cotidiana de certos estudantes colegiais japoneses, assim como nos mangás, animês e light novels japoneses.

A estória passa centralizada em Tomoya Okazaki e em Nagisa Furukawa, este primeiro é quem o jogador controla durante o visual novel.  Tomoya (ou qualquer outro nome que jogador queira renomear) entra no colégio sempre atrasado ou falta em algumas aulas, é típico daquelas pessoas que os outros chamam de "delinquente", mas no fundo, Tomoya teve uma infância meio difícil, além de que o convívio com seus pais não era grande coisa. Tomoya acabou se machucando seriamente na adolescência e isso o impediu de participar de campeonatos esportivos como basquete, que ele sempre gostava. Tomoya acaba conhecendo Nagisa, uma menina de saúde frágil, mas muito dócil e meiga (certeza que non ecziste uma pessoa assim na vida real). Mesmo suas personalidades não serem parecidas, o envolvimento entre os dois vai ficando mais "íntimo" com o desenrolar da estória. Mas claro, Tomoya acaba interagindo com várias outras garotas do colégio e isso é que torna o jogo, um leque de caminhos até chegar a cada final diferente.


Graficamente falando, não há muito o que se comentar, pois como o jogo inteiro é com conversas e escolhas múltiplas do protagonista em mudar o rumo da estória, só dá para se destacar no cenário e nos personagens interagindo no centro da tela em traços de animê/mangá. Aliás, já falando na diversão e jogabilidade, este último não existe, pois você apenas aperta ENTER no teclado para prosseguir as falas e usa o mouse ou direcional para selecionar escolhas do protagonista e menus. Com a diversão, talvez para alguns jogadores, Clannad pode ser bastante monótono, pois simplesmente não há ação ou novas variedades de jogos ou puzzles dentro de Clannad; apenas a estória rolando. Senti falta de opções de jogabilidade nesse sentido e isso tornou-se repetitivo e meio enjoativo. O som é ok, com uma boa trilha sonora e vozes dos outros personagens com que você interage, menos a sua. Talvez o grande ponto forte do jogo mesmo são os personagens carismáticos, como a Nagisa, a  Ryou e a Fuko. Já não posso dizer o mesmo do Youhei Sunohara, o amigo baká do protagonista...


Para quem curte jogos visual novel, como os japoneses e orientais em geral, Clannad é um bom game com uma boa estória, pois o estúdio responsável é também criador de Air e Kanon, outros visual novels que, assim como em Clannad, ganharam versões em mangás e animês. Mas acho que faltou mais opções de jogatina, pois com o tempo, o jogo começa a ficar repetitivo e cansativo, apesar da estória desenrolando. Eu acabei fazendo um final fraco, pois não selecionei as opções corretas durante o game. Estou tentando agora (até a data desta publicação) jogar com um tutorial para verificar outros possíveis finais. Recomendo para quem gosta do gênero e curte estórias de colegiais japoneses, como nos mangás e animês. Porém, para os "gamers" em geral, fica difícil recomendá-lo.




2 comentários:

  1. Assista os dois animes de clannad. Vc vai curtir bastante depois de ter jogado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O animê sim quero muito ver porque a estoria parece interssante, mas como pelo jogo fica difícil ver uma interação como nos animês, pelo jogo em si ficou massante.

      Excluir