29 de set de 2018

Animê: Isuca


Conta a estória de uma menina chamada Shimazu Sakuya que possui poderes místicos com seu arco e flecha, cuja família faz parte de um clã de guerreiros, e ela, junto com algumas integrantes da família que aparece aos poucos, precisa ir matando vários "youmas" (monstros da cultura japonesa) que aparecem na cidade. Tais youmas assolam humanos para drenar energias e com ajuda do colega chamado Asano Shinnichirou, acaba servindo a Sakuya e as outras com esses poderes para se revigorarem, bastando... beijá-lo na boca. E não apenas um "selinho" e sim aquele beijo adulto de língua... Well, já deu para imaginar um certo conteúdo aqui.

Já vou dizendo que esse animê possui um certo teor de violência e principalmente... conteúdo hentai, pois esse talvez seja o grande apelo para prender atenção do otaku telespectador, porque sua estória é ruim e super manjada. E é mais um daqueles que o protagonista menino é daqueles "lucky bastard" idiotas que ficam super envergonhados e abobalhados quando veem uma mulher pelada. E falando no Shinnichirou, além de "LB" tapado, é um chato que não luta nada e mais atrapalha nas batalhas. Ele só serve mesmo para ser beijado pelas mulheres e ganharem super poderes. Deu até uma certa raiva na sua teimosia em querer participar de todas as lutas. A protagonista Sakuya, apesar de ser kawaii, é outra chata, teimosa, birrenta e mimada. As outras secundárias guerreiras que aparecem são melhores. A antagonista também é daquelas malvadas risonhas irritantes.


Enfim, talvez o último episódio, que seria tipo um OVA, seja a melhor atração, pois é um capítulo de praia... e onde tem praia, tem meninas de biquíni, e nesse Isuca, como é um quase hentai, fica interessante para quem busca conteúdos eróticos "ecchi", o último episódio é o que poderia ser o mais "apelativo". Mas nem com esse apelo não foi suficiente para recomendá-lo. Se quiser buscar um animê que não seja totalmente daqueles "hentai" (porém, buscando apelo erótico), mas que contenha uma estória de batalhas, lutas com magias, monstros e rasgos nas roupas das meninas, vá em frente.









2 comentários:

  1. Muahahaha! É ruim mesmo. Só vi pelas garotas e gostei tanto do design que salvei o anime pra futuras referências.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi um dos recordes de "prints" por esses motivos, mas ficou só nisso.

      Excluir