15 de abr de 2017

Game Nostalgia: Space Harrier (Sega 32x)


Para quem não conhece, o Mega Drive teve periféricos que o incrementava, melhorando bastante os gráficos, os sons e até jogabilidade de games mais rápidos, como este Space Harrier, que foi originalmente feito para fliperama nos anos 80 e depois portado para diversos consoles, e esta versão do Sega 32x, praticamente, já é a versão do fliperama que foi adaptado somente 6 anos depois, onde o 32x estava em andamento.

Aqui, o jogador controla um homem que pode voar e que fica correndo direto na tela com visão frontal, e utiliza uma bazuca para destruir os inimigos. Embora seja parecido estilo "navinha" frontal, talvez Space Harrier tenha sido o precursor do jogos de "running" que tem bastante nos games de celulares, como Temple Run, Homem de Ferro, até Sonic Dash e Subway Surfers. O personagem aqui, além de destruir a maior quantidade de inimigos, tem que ficar desviando de muitos obstáculos. Foi atingido, perdeu uma vida e continua da onde parou (pelo menos isso). O jogo é bastante difícil e talvez a maior dificuldade não está em enfrentar os chefes e sim nas fases mais rápidas onde tem que desviar de obstáculos que passam bem rápido e ao mesmo tempo, desviar das aparições e tiros dos inimigos. E esses tiros são teleguiados, portanto, ficar se movendo em "círculos" é a melhor opção de progresso; ficou parado por um segundo, tiro fatal. Jogar sem usar "continues" é missão praticamente impossível. Tive que abusar dos "saves states" para ter progresso em várias partes do jogo, pois é bem frenético.


Os gráficos são praticamente 100% da versão original do fliperama, mas nada chamativo e espetacular. Alguns jogadores podem ter desconforto ao jogá-lo, pois o solo e muitas vezes, o teto são quadriculados e se movimentam rápido; e aliando as cores fortes dos cenários e dos tiros numa jogatina acelerada, os mais sensíveis podem se sentir mal, como em muitos jogos de fps atuais. O som é bom apenas e o grito de "morte" do personagem pode ser irritante de tanto o jogador morrer. A trilha sonora é legal e a música-tema de fases é marcante, tanto que gravei vários remixes para ouvir no carro ou nas corridinhas uma época. Talvez a trilha sonora seja o ponto forte do jogo. O jogo não é longo, apesar das suas 18 fases, pois elas são curtas e algumas não tem chefes.  A variedade de inimigos é pequena e as de chefes também, tanto que se repetem em vários finais de algumas fases, e, na última fase, você acaba enfrentando novamente os chefes já derrotados antes.


Space Harrier, assim como outros clássicos da Sega que surgiram no final dos anos 80, como Shinobi, é uma das coleções nostálgicas de retrogamers, obrigatório para recordar para quem foi da época. Eu recomendo sim esta versão de 32x ou mesmo a original de arcade.



2 comentários:

  1. Grafico melhor do que eu imaginava.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para a época, era muito boa e não tinha lags nem flickering exagerado.

      Excluir